Diego Matias

Let's rock and ride!

Análise Crashlands (Nintendo Switch)

Originalmente lançado para celulares e posteriormente para PC, a versão de Switch desse RPG de ação em tempo real foi desenvolvida para ser controlado em telas de toque e com controle convencional. O que é perfeito para o console híbrido da Nintendo.

Análise Ghost Recon Wildlands

Tom Clancy’s Ghost Recon Wildlands foi lançado em março desse ano e é um jogo de tiro táctico em terceira pessoa em mundo aberto, no jogo somos levados à província central na Bolívia como parte de uma equipe secreta para combater o Cartel Boliviano Santa Blanca.

Análise Superhot

Superhot mistura o gênero de tiro em primeira pessoa com puzzles bem elaborados envolvendo controle do tempo e uma direção de arte minimalista e bem objetiva.

Análise The Surge

Sendo uma “sequência não direta” de Lords of The Fallen, The Surge é o segundo título da Deck13 a implementar as boas mecânicas de combate baseadas em ataque e esquiva e traz um ambiente cyberpunk com máquinas e humanos que usam exoesqueletos.

Análise Prey (2017)

Prey traz várias referências de títulos do gênero FPS que se consagraram no passado não apenas por ser um simples shooter, mas por expandir suas mecânicas de modo a construir uma experiência de ficção científica única para quem joga, confira nossa análise.

Análise NieR: Automata

Com gameplay que mistura jogos de diversos gêneros e uma história profunda envolvendo humanos e robôs, NieR: Automata inova o gênero hack’n slash, confira nossa análise.