Gotham S01E01 – Piloto

O primeiro episódio da série Gotham atendeu as expecativas e me deixou ansioso para os próximos episódios. Batman não fez falta, e Gordon tem uma grande batalha pela frente.

Nasceu o menino Gotham! Mas já nasceu quase um adulto, poderíamos dizer que é um adolescente daqueles sedento, contando os dias para pegar sua habilitação e sair nas ruas sentindo a adrenalina de controlar seu possante.

A tão esperada série que conta os primórdios da cidade natal de Bruce Wayne, o Batman, estreiou segunda-feira (22) nos Estados Unidos. Com um tom bem mais adulto que Arrow, Smallville e até mesmo a já vazada (apenas o piloto) The Flash, em Gotham vivenciaremos os dias de James Gordon, ou Jim para os íntimos (Barbara que o diga).

O primeiro episódio foi ação a todo momento, muitas perseguições, lutas, tiros e situações de confronto verbal entre Gordon e os habitantes de Gotham. Talvez essa será a maior motivação da série, mostrar como Gordon irá se moldar para conseguir fazer o que é certo e sobreviver em meio a tanta corrupção.

A ambientação da série está ótima, tudo parece se passar em meados dos anos 80 ou 90, infelizmente não consegui extrair essa informação com certeza, mas facilmente conseguimos notar pelas construções de época, pelos carros de época e principalmente pelo vesturário dos personagens, em sua maioria usam roupas formais, camisa com gravata, terno ou sobretudo e chapéu.

Algumas coisas não precisavam ser mostradas logo no primeiro episódio, e por isso senti que o mesmo foi um tanto quanto “corrido”, com várias coisas acontecendo em sequência ou ao mesmo tempo. Mas entendi a ideia por trás dessa premissa, era mostrar de uma forma geral quem são os personagens e como a série irá funcionar. Gotham é uma série adulta, com um certo drama e temática policial e com uma pitada de fantasia, com várias referências do mundo criado pela DC mas sem a necessidade de efeitos especiais ou coisas do gênero.

Mesmo a aparição de Poison Ivy ainda criança, Pinguim e Selina Kyle (também criança), não tiraram o foco de Gordon, seus conflitos, e sua futura relação com Bruce Wayne, outro ponto bastante forte do primeiro episódio e possivelmente do segundo. Toda vez que o jovem Bruce aparecia, me vinha um sentimento de orgulho e expectativa, de ver como tanto Bruce como Gotham tem muitos anos até se tornarem adultos, até se tornarem aquilo pelo qual todos estamos esperando. Gordon e Alfred terão um papel muito importante nessa jornada, espero que eles consigam executá-lo com louvor e Gotham prove ser a série que nós merecemos.

Essa foi minha resenha de Gotham SO1E01, até segunda-feira que vem, com o segundo episódio.

É um sul-mato-grossense e tem 27 anos, que começou no mundo dos games jogando Master System e Mega Drive, quando então conheceu o melhor console já criado neste mundo: o Super Nintendo. Já foi dono dos "clássicos" PSOne e PS2 e hoje passa horas disputando partidas nos battle royale da vida ou streamando!