Conversa de Sofá

Por Samanta Fluture em 16/01/2015

Mayday! Deep Space

Mayday! Deep Space é um game de aventura espacial para iOS que se joga falando.

O jogo para iOS Mayday! Deep Space dá início a uma cena já familiar: alguém está encurralado em um lugar aparentemente perigoso e uma voz familiar que vem do outro lado através de um walkie talkie ajuda a guiar os sobreviventes para fora. Parece mais do mesmo, mas a diferença é que, neste caso, essa voz é a sua!

O game é realizado quase inteiramente por vozes, tanto com a do jogador quando com a dos personagens. Ao iniciar, você irá ouvir a voz de alguém que se encontra preso em uma espaçonave após uma invasão de “zumbis-monstros”. Não há, na verdade, como ver o que está acontecendo. A experiência é inteiramente voltada para o som, por isso você irá ouvir movimentações e, assim como eu, acabará criando certas imagens em sua cabeça.

O personagem que deverá ser guiado para fora da armadilha irá descrever cada passo que der e o que está vendo no caminho, enquanto explora o lugar através das suas instruções. Já você terá uma mapa na tela que dará informações sobre a nave e sobre todos que estão dentro dela. Os detalhes visuais são bastante simples. Os personagens, por exemplo, são apenas vistos como pontos vermelhos dentro de um mapa, o que acaba abrindo portas para a imaginação.

Para falar e passar as instruções ao personagem que está preso, você deverá apertar e segurar um botão na tela e ditar comandos simples como “parar”, “vire a direita” ou corra para frente”. A má notícia é que, por enquanto, apenas é possível falar em inglês. Mas a simplicidade do jogo como um todo acaba garantindo uma experiência imersiva para todos os tipos de jogadores.

Mayday! Deep Space

Aliás, ao focar no simples ato de falar e escutar, Mayday! Deep Space acaba gerando uma experiência incrivelmente íntima. É possível que sinta, assim como eu, uma forte conexão entre você e os personagens, que vão muito além de outros jogos.

Aqui, a voz dos personagens podem transmitir medo, susto e nervosismo. É possível ouvir cada detalhe sonoro dos massacres dos monstros destruindo a nave. E ao focar seus instintos em apenas um sentido, sem a possibilidade de ver o que está acontecendo, passa a existir uma incerteza constante sobre o que vai acontecer em seguida.

Além da excelente atuação de voz, o game também foi muito bem escrito e oferece diversos caminhos a serem seguidos. Dessa forma, você deverá tomar importantes decisões que irão influenciar o resto da história. Isso também acaba gerando mais incentivo para jogar novamente depois de cumprir a missão, pois ela nunca ocorrerá da mesma forma!

Por fim, Mayday! Deep Space é simples, intuitivo e conta uma história intrigante de forma nova. Explora sentidos como fala e audição, que não são tão utilizados em jogos mas são extremamente imersivos. O resultado é uma narrativa sonora, totalmente movida por discurso e áudios, que abre portas para novas formas de se contar histórias.

Uma curiosidade: o criador dessa experiência incrível é Daniel H. Wilson, escritor de ficção científica de sucesso que também possui doutorado robótica. O autor teve ajuda do estúdio de design Moutain Machine para a criação das artes e programação. Um dos livros de Wilson, Robopocalypse, está atualmente sendo adaptado para o cinema por ninguém menos que Steven Spielberg!

Quer jogar? Mayday! Deep Space é um aplicativo para iOS lançado no início deste ano e custa $2.99. Para os usuários de Android, foi anunciado que em breve haverá lançamento do aplicativo para a plataforma!

Formada em publicidade pela ESPM e Arte Digital pela Central Saint Martins em Londres, atualmente cursa mestrado em Tecnologias de Inteligência e Design Digital na PUC. Trabalha como redatora web para sites sobre comunicação, tecnologia, cultura e projetos criativos no geral. É apaixonada por arte, viciada em indie games e gosta de se aventurar na programação!
DEIXE UM COMENTÁRIO
ÚLTIMAS ANÁLISES
  • Análise Playerunknown’s Battlegrounds (PlayStation 4)

    O jogo que popularizou o gênero Battle Royale finalmente foi lançado no console da Sony para a alegria dos jogadores da plataforma PlayStation (e da Bluehole, que agora atinge a maior base instalada dessa geração). A criança prodígio do Brendan Greene chegou a tempo ou tarde demais?

  • Análise Crashlands (Nintendo Switch)

    Originalmente lançado para celulares e posteriormente para PC, a versão de Switch desse RPG de ação em tempo real foi desenvolvida para ser controlado em telas de toque e com controle convencional. O que é perfeito para o console híbrido da Nintendo.

  • Análise H1Z1 (PlayStation 4)

    Na recente tendência dos jogos Battle Royale, H1Z1 estreia no Playstation 4 com a pretensão ambiciosa de bater de frente com Fortnite, o gigantesco sucesso da Epic Games.

  • Análise Bloodstained: Curse of The Moon

    Inti Creates teve a tarefa de entregar a prévia do Bloodstained Ritual of The Night e criou um perfeito sucessor do Castlevania original de 1986.

  • SOBRE
    O Conversa de Sofá é um site com notícias, dicas e tutoriais sobre jogos, análises e novidades sobre os últimos lançamentos e cobertura de eventos.
    Asantee Games
    Ethanon Engine
    REDES SOCIAIS