Somos contra o mercado de DLC pagos, diz executivo de The Witcher 3

CEO da CD Projekt Red conta o motivo de a empresa decidir lançar 16 DLC não pagas para The Witcher 3.

Logo após o anúncio de The Witcher 3: Wild Hunt, a CD Projekt Red, desenvolvedora do jogo, revelou que iria lançar 16 pacotes de conteúdo extra sem custo adicional algum para os jogadores, sim, de graça.

O anúncio levantou algumas questões bem polêmicas sobre o mercado de jogos, não é de hoje que nós reclamamos sobre a prática abusiva de algumas empresas que escondem personagens e outros conteúdos extras dentro do jogo e nos forçam a pagar a mais para liberá-los. Ou ainda aquelas que lançam novas versões mais completas de um mesmo jogo ao invés de lançar um único pacote com todo o conteúdo adicional.

Por isso, essa semana o CEO e co-fundador da CD Projekt Red, Marcin Iwinski, disse em nota que o motivo de sua empresa decidir lançar os 16 pacotes adicionais sem custo algum é exatamente “ir contra o mercado de DLC pagos”, pois segundo ele, o jogadores já pagam o valor cheio nos jogos e cabe a empresa dar atrativos a mais para ele sem cobrar e não entregar uma experiência por pedaços, no caso, por pacotes.

Iwinski disse ainda que os 16 pacotes adicionais de The Witcher 3: Wild Hunt vão trazer diversas novidades e surpresas, mas não vão adicionar muitas horas a mais de jogo e nem outros modos de jogo, como o tão pedido multiplayer.

The Witcher 3: Wild Hunt chega no dia 19 de Maio deste ano para PC, PS4 e Xbox One, as 16 DLC serão lançadas aos poucos conforme a evolução do jogo.

É um sul-mato-grossense e tem 27 anos, que começou no mundo dos games jogando Master System e Mega Drive, quando então conheceu o melhor console já criado neste mundo: o Super Nintendo. Já foi dono dos "clássicos" PSOne e PS2 e hoje passa horas disputando partidas nos battle royale da vida ou streamando!