Análise MX vs ATV Legends (PS5)

Inicie sua carreira como piloto de modalidades offroad e faça os adversários comerem poeira (e lama) em MX vs. ATV Legends! Confira nossa análise!

Dentro do universo dos videogames, existem aqueles que são centrados em narrativa e outros focados em jogabilidade. Após algumas décadas sendo ofuscados pelas grandiosas aventuras narrativas dos games AAA, jogos que trazem excelência no gameplay voltaram aos holofotes com o assombroso sucesso de e, posteriormente, Breath Of The Wild.

No entanto, há uma parcela de jogos sempre esteve focado nas mecânicas, ainda que alguns aspectos narrativos fossem incorporados à fórmula: jogos de luta e de corrida.

Nas últimas semanas estive jogando um desses legítimos representantes dos videogames com a mais pura linguagem de gameplay: MX vs. ATV Legends.

Da lama ao caos

MX vs. ATV Legends ( versus All-Terrain Vehicles) é aquele jogo que parece ser uma bomba, mas no fundo esconde suas qualidades àqueles que insistirem avançando. A premissa é simples e devemos competir nas modalidades existentes, completando carreiras em corridas de Motocross, ATVs (quadriciclos) e UTVs (utility task vehicle – uma espécie de jipe off-road) com vários eventos em cada.

MX vs ATV Legends Imagem mostra piloto prova de motocross em pista de terra com céu azul ao fundo e algumas árvores

Mas antes de sair correndo por aí, devemos passar por um tutorial que explica as premissas básicas do motocross, uma aula importante pois a dificuldade do jogo exige uma certa técnica de saltos e aterrissagem, sobretudo para ganhar vantagem sobre os adversários no ar. Existem um sistema de física realista que impõe ao jogador uma atenção redobrada aos sistemas de impulsionamento e posicionamento do veículo para evitar quedas e que, felizmente, pode ser desligado para uma experiência mais arcade.

Logo quando começamos a primeira corrida de Motocross, dá pra perceber que a diversão e a dificuldade estão presentes na mesma medida exigindo uma dose extra de concentração do jogador para permanecer em pé durante a corrida. A cada salto existe uma grande chance de que a queda seja completamente desastrosa, roubando segundos preciosos que impactam negativamente na performance na corrida. O desafio também está presente nas corridas com UVT já que eles possuem uma tração diferenciada e parece patinar na pista. Já a corrida com ATVs é bastante tranquila, sem muitos percalços, não havendo muita dificuldade para mantê-los na pista.

Em MX vs ATV Legends, piloto dirige um quadriciclo ATV em uma corrida

Uma vez que as feras estejam dominadas é hora de encarar os modos de jogo que dividem-se em corrida simples (com 3 ou 4 voltas), trilhas de rally, onde devemos terminar um percurso em primeiro lugar (sem voltas), corridas rápidas com obstáculos (uma espécie de meio-termo entre as trilhas e as corridas simples) e corridas em estádios, sendo que a dificuldade vai depender do seu domínio sobre cada tipo de veículo e pista.

No meu caso, por exemplo, as corridas de motocross com obstáculos foram mais desafiadoras, rendendo decolagens do piloto a cada aterrissagem mal feita. Se por um lado as quedas podem gerar frustração (afinal não é fácil tocar o solo sem cair) possuem um elemento de humor involuntário, adicionando ótimos momentos de diversão, sobretudo em partidas em co-op local ou multiplayer.

Beleza não põe mesa (mas ajuda)

Esse tópico poderia ser resumido em apenas uma palavra: bom. Tecnicamente, MX vs. ATV Legends não possui os melhores gráficos da indústria, ficando atrás de jogos como DIRT 5, por exemplo. Os gráficos do jogo não ficam naquele limbo, não chegam a fazer feio, mas também não atingem um patamar de “nova geração”.

No entanto, o jogo poderia estar melhor avaliado nos quesitos técnicos não fossem bugs visuais (em uma pista o chão simplesmente sumiu!) e quedas na taxa de quadro quando estamos junto de outros corredores em algumas pistas, impactando consideravelmente a experiência de uma corrida que deveria ser fluida. Felizmente, esses defeitos não aparecem a todo momento e não chegam a comprometer o conjunto da obra, mas seria bem melhor que não existissem.

Um UTV se projeta no ar em MX vs ATV

O áudio do jogo é também competente, afinal vamos ficar ouvindo roncos de motor o tempo todo. Existe uma narração ao fundo que sequer chega a ser inteligível e não acrescenta em nada ao jogo. Outro elemento que, infelizmente, não acrescentou muito foi a trilha sonora que parece não seguir uma direção artística e não acompanha a adrenalina do jogo, sendo de modo geral irrelevante. Existem momentos em que ela simplesmente desaparece, deixando vários minutos em silêncio, o que me motivou a zerar o volume e ouvir apenas os efeitos sonoros.

Enchendo linguiça com óleo de motor

Além dos aspectos básicos, técnico-artísticos e de gameplay, MX vs. ATV Legends também traz uma espécie de mundo aberto chamado “Fazenda”, uma área aberta onde podemos encontrar com membros da equipe de corrida, responsáveis por novas etapas na carreira, gerenciar equipamentos, “mídias sociais” para angariar mais fãs para o jogador e converter a fama em moedas dentro do jogo, moedas que, por sua vez, são utilizadas para comprar novos itens cosméticos. A própria existência dessa porção do jogo é questionável e acaba servindo como uma espécie de playground para testarmos a dirigibilidade dos veículos (inclusive toda  exploração é realizada dentro de alguma máquina).

Piloto de motocross em uma pista deserta fotografado de frente, mostrando o cenário ao fundo

A personalização dos veículos e do avatar do jogador é apenas funcional. Não há nada de extraordinário, ficando disponíveis novas cores para a vestimenta, em conjuntos fornecidos pelos patrocinadores (marcas do mundo real do nicho de esportes) e peças para modificação dos veículos, como suspensão, bancos, pneus, rodas, etc. Também não pude notar qualquer impacto na performance das corridas, sendo tais personalizações meramente estéticas. É bacana personalizar? É sim, mas se você quiser terminar o jogo sem trocar as cores do seu macacão, é possível.

Tela de MX vs ATV Legends mostrando o capacete do jogador e opções de personalização
Existem opções de personalização do avatar, com itens que são desbloqueados usando a moeda do jogo.

Linha de chegada

MX vs. ATV Legends está posicionado no centro de dois universos. É ao mesmo tempo um jogo de nicho para pessoas que realmente gostam de corridas offroad, com simulação de física e dificuldade elevada, mas também atende àqueles que só querem pilotar uma moto e voar alto (com a moto ou com o piloto sendo jogado para a lua) jogando lama para toda parte.

É divertido e involuntariamente engraçado. Infelizmente existem problemas técnicos e uma certa falta de variedade nos desafios, mas que não chegam a estragar completamente a experiência. Recomendo para aqueles que gostam de jogos de corrida, sobretudo para quem puder jogar em co-op e dar boas risadas das quedas e acidentes que permeiam o jogo.

MX vs. ATV Legends foi desenvolvido pelo Rainbow Studios e publicado pela THQ Nordic em julho/2022 para PC, PlayStation 4, e One e Xbox Series X/S.

A análise foi feita com base em uma cópia digital de gentilmente cedida pela assessoria de imprensa do jogo.

Tiago Matias Escobar
Metaleiro não uniformizado. Cerveja, pizza, games e viagens ocasionais.