Análise: Touring Karts (PS4)

Diversas combinações de power-ups inusitados tornam esse arcade de karts um jogo extremamente divertido, engraçado e desafiador nas maiores dificuldades.

Tentar reinventar a roda nem sempre é um caminho reto e sem curvas ainda mais quando existem representantes mais conhecidos e de peso como Mario Kart, Sonic & All Star Racing e Little Big Planet Karting dentro do seu gênero, mas existem outras formas para conseguir se destacar no meio desses gigantes.

Para essas soluções foram apostar na combinação dos divertidíssimos power-ups disponíveis e na integração entre plataformas comuns e as de realidade virtual no multiplayer.

Desenvolvido e publicado pela espanhola Ivanovich Games, lançado em 12 de dezembro de 2019, Touring Karts está disponível para , , Android, IOS, Apple TV, Nintendo Switch e e .

Pé na estrada

Touring Karts é bastante simples tanto na jogabilidade como visualmente.

O jogador escolhe um dos 30 disponíveis para pilotar em até 22 pistas dos diferentes países presentes e ao conseguir se posicionar no pódio, seja em primeiro, segundo ou terceiro, uma nova dificuldade para aquela pista é liberada.

Cada país tem um cenário e temática diferente

No as pistas e carros são bloqueados inicialmente e o jogador vencendo corridas e acumulando experiência irá ter acesso gradativamente a mais países, circuitos e customizações seja através de recompensas automáticas ou os comprando com dinheiro do jogo.

Já no multiplayer tudo é liberado desde o início para quem quiser aproveitar tudo que Touring Karts pode oferecer em matéria de veículos, equipes, países e testar suas habilidades contra outras pessoas, além de desafios diários que rendem recompensas maiores.

Um toque legal é que a placa do veículo fica com parte do seu nome na PSN

No quesito dificuldade o modo Normal está disponível desde o início e os 2 próximos liberados são o Difícil e o Profissional e a diferença entre eles fica por conta da agressividade da inteligência artificial dos outros pilotos e na experiência ganha em cada modo.

As maiores dificuldades interferem levemente no controle de pilotagem, mas desde que o kart esteja dentro do nível de performance suficiente para iniciar a corrida esse fator não é tão determinante.

Além da busca pelo pódio 2 desafios extras são apresentados no início de cada corrida e se cumpridos e a exigência de XP alcançada o jogador ganha moedas para serem usadas em um caça-níquel com recompensa randômica.

Caça-níquel

Esses prêmios variam, podendo ser experiência, itens cosméticos para os carros e pilotos, outros carros, buzinas engraçadas, novas pistas e até créditos que podem ser usados para comprar tudo que é liberado jogando normalmente se o jogador tiver mais pressa e quiser liberar algumas coisas mais rápido.

Power(ups) to the people

Porém onde Touring Karts brilha é em o quanto os power-ups conseguidos nas corridas são diferentes e divertidos.

Existem os clássicos presentes em todos os jogos de kart de batalha, como blocos de gelo, bombas, foguetes, etc., mas o que realmente chama a atenção é como eles são exagerados e as possibilidades de combinações, mesmo que elas não façam nenhum sentido lógico (e essas são as mais legais, inclusive).

Que tal combinar uma casca de banana e uma bomba para formar um macaco gigante que lança cascas de banana nos 3 primeiros colocados?

Ou ainda fazer com que o seu kart fique gigante e esmagar os outros competidores?

Não ficou satisfeito ainda? Talvez seja melhor guardar esse “agigantador” para combinar com um macaco e como resultado ter um disco voador que vai abduzir os carros pertos de você?

Coletar todos power-ups além de divertido ainda te garante um troféu de Platina

Se parece interessante é porque realmente é muito divertido testar todos os tipos de combinações disponíveis e o número de possibilidades é grande: são 7 armas simples e 38 combinações únicas e em uma corrida de 3-4 voltas dá para testar várias delas e são essas combinações inusitadas que dão o tempero especial a Touring Karts.

Vai dizer que não parece divertido uma galinha gigante esmagando seus adversários enquanto você aperta a buzina que toca La Cucaracha!?

Porém o humor e referências do game não se restringem a isso, as equipes pela qual o jogador corre tem nome baseados em equipes reais, como McAlien e Caballino, referências à McLaren e ao cavalo símbolo da Ferrari, os seus oponentes podem ter nomes cheios de trocadilhos como Clint Fastwood, por exemplo.

Até o Capitão América entendeu essa referência

Os países em que o jogador compete sempre tem easter eggs e obstáculos temáticos: o México tem uma caveira gigante, referência a cultura em volta do Día de los Muertos, que fica lançando seus ossos como obstáculos, o Brasil tem a curva fechada do S do Senna, o Japão tem um polvo cujos tentáculos ficam tentando acertar os jogadores, tornando assim cada pista única, mesmo que algumas tenham o traçado muito parecido.

Realidade versus Realidade Virtual

Outro acerto de Touring Karts foi ter adaptado e integrado o game tanto para ser jogado com o dualshock 4, como com volante ou com óculos VR, dessa forma jogando partidas no multiplayer o jogador poderá enfrentar oponentes usando qualquer um desses equipamentos.

Visto que a base instalada de consoles é muito superior a média dos proprietários de VR a decisão de criar partidas entre equipamentos mistos contribui para que principalmente os donos do headset de realidade virtual da Sony não tenham lobbys vazios, o que já acontece em alguns jogos exclusivamente em VR.

No profissional os inimigos são bem mais agressivos e vai ser mais difícil subir ao pódio

Infelizmente não consegui testar o modo VR por não possuir o headset, então não posso avaliar a parte da jogabilidade usando ele.

Pã Pã Pã Pã Pã Pã (Mais conhecido como tema da vitória)

Touring Karts é um jogo bem divertido devido a todas combinações malucas de armas que são possíveis e tem uma jogabilidade simples e intuitiva, se tornando mais desafiador nas dificuldades mais altas.

Com muitos circuitos, corridas rápidas e modo multiplayer ele pode tanto ser jogado em sessões curtas como garantir horas de diversão, sendo que o único aspecto limitante do game é o seu visual simples até demais em alguns momentos.

Então martela o martelão

E para aqueles que gostam de caçar troféus, a platina de Touring Karts é extremamente tranquila, não tem nada muito complicado como chegar em primeiro em todas as corridas, em todas dificuldades ou comprar todos acessórios, basta encontrar e combinar todos os power-ups e todos os troféus são seus.

E como essa é a parte mais divertida do game você vai ganhar mais uma platina para a sua coleção sem dor de cabeça.

A análise de Touring Karts foi escrita com base em uma cópia de fornecida pela assessoria de imprensa do jogo.

Papai Platina
Trophy hunter e pai de 3 filhos maravilhosos.