Análises

Sabe aquele jogo recém lançado? Ou aquela demo que todos estavam esperando? Pois é, vocês poderão ter um gostinho do seu jogo favorito pelos olhos dos nosso colunistas, com muitas informações extras sobre cada título.

Análise Rocket League

Jogar futebol com carrinhos de controle remoto é a nova moda dos amantes de video game. Mas afinal, a que se deve o sucesso de Rocket League? Confira nossa análise e descubra mais sobre esse jogo que mistura futebol e corrida.

Análise Batman: Arkham Knight

Um novo inimigo, uma Gotham ainda maior e um batmóvel a nossa disposição. Batman: Arkham Knight é o melhor jogo da série pois une todos os elementos que deram certo nos outros jogos e os maximiza neste capítulo final do morcego.

Análise Mortal Kombat X

Os kombates de nova geração estão garantidos com a chegada de Mortal Kombat X, mais novo jogo da consagrada série do estúdio NetherRealm. Mortal Kombat X traz incríveis detalhes visuais, possibilidades de kombate abrangentes, e novidades inéditas.

Ubisoft, faça mais jogos como Valiant Hearts

Essa seria uma análise comum, se eu não tivesse me envolvido tanto com o jogo a ponto de apenas escrever sobre ele sem nenhum julgamento técnico ou crítico. O final de Valiant Hearts me deixou muito extasiado e emocionado, e então eu resolvi tentar contar o motivo disso nesse texto.

Conheça o jogo brasileiro Pregnancy

Pregnancy é uma narrativa interativa em forma de game, em que o jogador entra na pela de uma jovem de 14 anos que mora na Hungria. Suas decisões tomadas como jogador influenciam diretamente a vida da garota, que está grávida após ter sido abusada por um criminoso.

Lilla, a protagonista, tem 14 anos e parece como qualquer outra menina da sua idade: se interessa por música, maquiagem e garotos. A diferença é que ela guarda o segredo de estar grávida depois de ter sido abusada por um homem mais velho e bêbado.
Esse acontecimento sem dúvida a machucou muito, a ponto de “acordar” sua consciência. Seus pensamentos mais profundos ganham voz para ajudá-la a tomar decisões e sair dessa “bagunça”. Essa “voz”, sua consciência, é o papel do jogador na história.
Em meio a perguntas pessoais, pensamentos mais obscuros e flashbacks do seu passado, ela precisa tomar decisões importantes como: se conta ou não o ocorrido para a sua família, amigos e terapeuta; se guarda o segredo sobre a gravidez; e, no fim, o que fazer com o bebê que cresce dentro dela.

pregnancy-7

pregnancy-4

pregnancy-3

Com o passar do jogo, as ações do jogador ganham poder e confiança enquanto você assiste aos impactos que elas geraram na vida de Lilla. Por vezes, os diálogos podem ser tocantes e carregados de sentimentos. A situação por qual ela passa é tão aterrorizante e real que qualquer atitude como jogador é refletida. Meu sentimento foi de que eu precisava ajudá-la a todo custo e fazer o que fosse melhor para o seu futuro.

O jogo corrido leva em torno de 20 minutos, mas responder às questões emocionalmente carregadas e reais pode demorar mais do que você imagina. E são esses momentos de pausa e reflexão que tornam o game uma experiência sensível.

Há um certo desconforto no jogo, em que a responsabilidade de tomar decisões pesa até o fim. Isso porque se apresentam de forma imersiva alguns conceitos e valores – estupro e aborto – que carregam polêmica e preconceito. Mostrando fundamento em sua proposta, Pregnancy libera gráficos que medem a diferença entre as decisões dos jogadores, relacionadas às grandes questões da vida da Lilla. 

pregnancy-6

Independente do game possuir pontos fracos como arte, alguns dos diálogos e feedback de ações, Pregnancy certamente é uma história interativa que merece atenção. 

O indie game foi desenvolvido pelo brasileiro Locomotivah e pode ser baixado para Windows via Steam, custando $1.99 (R$4.29).