Análise: Music Racer (PS4)

Dirija por pistas neon futuristas em Music Racer, um jogo rítmico com músicas cheias de sintetizadores e homenagens aos anos 80.

Atualmente a estética retro futurística que dominou os inspirada em obras da cultura pop como Tron, Blade Runner e na tem sido cada vez mais revisitada e referenciada, como demonstram sucessos recentes como Jogador Número 1 e as próprias continuações dos dois filmes citados, além claro da grande expectativa depositada em 2077.

Muitas linhas e ângulos retos; luzes agressivas; músicas feitas com sintetizadores; referência aos anos 80; ritmo frenético e velocidade; tudo isso somado é o que dá forma a , de ritmo desenvolvido pela AbstractArt e e publicado pela Sometimes You lançado em 30 de janeiro de 2020 para Nintendo Switch, Xbox One e 4 apesar de já estar disponível para PC desde 2018.

Never miss a beat

Em Music Racer o jogador escolhe um veículo, uma pista e uma música e o objetivo é atropelar as notas/batidas no ritmo movimentando o analógico para direita ou esquerda para mudar de faixa enquanto desvia de obstáculos, dependendo da dificuldade escolhida.

É isso, é simples assim.

No lado superior direito mostra o progresso na música e o total de notas coletadas

Não é necessário aprender a derrapar, acelerar ou frear na hora certa nas curvas, apenas coletar as notas que vão aparecendo enquanto curte o som.

Ao coletar essas notas ao final da música o jogador recebe duas pontuações, uma para quantidade de batidas coletadas e uma por combos, ou seja, quantas foram coletadas sem errar.

A somatória desses pontos é convertida em crédito que são utilizados para comprar novos e pistas.

Eu particularmente gostei muito dessa pista e do carro padrão

Existem 25 carros e 13 pistas diferentes disponíveis para compra e um total de 29 músicas de 3 artistas já desbloqueadas desde o início, então se o jogador quiser pode até usar o carro e a pista padrão e jogar todas as músicas sem comprar nada.

Mas acredite, você vai querer comprar pelos menos alguns dos easter eggs disponíveis no jogo.

Eu entendi essa referência!

Além obviamente de toda a estética, o que mais remete ao apreço dos desenvolvedores pelos anos 80 são os veículos especiais como a moto de Tron, que inclusive deixa o seu rastro luminoso na pista, o carro do seriado Super Máquina e o meu preferido: o DeLorean de De Volta para o Futuro.

O ponto negativo é que ele não alcança 1.21 Gigawatts de potência

Infelizmente uma grande oportunidade foi perdida aqui, seria muito legal ao final da corrida o DeLorean desaparecer soltando fogo no asfalto ao alcançar os 1.21 Gigawatts necessários para viajar no tempo, mas isso não acontece.

Também é possível customizar as cores dos carros e dos pneus e tornar eles mais foscos ou brilhantes e essa personalização pode ser feita e desfeita quantas vezes quiser e não custa os créditos conquistados.

Problemas no meio do caminho

A seleção e a quantidade de músicas é muito boa e são diferentes o suficiente entre si para não enjoar rápido, e apesar de uma ou outra mais genérica eu gostei de quase todas.

Mas o maior problema que um jogo rítmico pode ter é justamente não seguir o ritmo e Music Racer deixa muito a desejar nesse quesito.

Durante a extensão das músicas existem muitas sessões em que os blocos que representam as batidas não casam com o andamento dela e isso atrapalha muito acertar todas a notas.

Algumas pistas dão um nó no cérebro e não seguir o ritmo não ajuda a prever as próximas notas

Acrescente a esse ritmo desencontrado o fato de algumas pistas serem tão psicodélicas, brilhantes e com curvas inusitadas que chega um ponto em que o jogador não consegue enxergar a próxima nota e o estrago está feito.

Mesmo com reflexos ninjas não vai ser possível acertar todas as batidas e quando isso acontece por um defeito no produto e não por uma questão de habilidade isso se transforma em uma falta gravíssima que começa a tirar pontos até dos acertos.

Aqui a distância da câmera foi ajustada para 3

Infelizmente sobre a falta de sincronia entre música e visual não é possível fazer muita coisa, já em relação a desorientação causada por curvas e reviravoltas malucas uma dica campeã é aumentar a distância da câmera nas configurações para 3, se achar que o carro ficou muito pequeno com a distância máxima tente usar um valor intermediário como 2 ou 2,5.

Escolhendo a dificuldade

Music Racer tem opções de dificuldade para aqueles que quiserem um desafio extra: o modo Standard introduz obstáculos na pista que quebram o combo, mas não impedem a finalização da música e o Hard que tem os mesmos obstáculos, porém ao atingi-los a música acaba.

Já os jogadores que preferirem lidar apenas com a coleta das batidas sem se preocupar com barreiras o modo Zen é o indicado.

E se quiser só ouvir a música e fazer uma viagem nos visuais de Music Racer existe o modo Cinematic, que não tem gameplay e, portanto, não tem recompensa de créditos.

No modo Cinematic você pode apenas mudar a posição da câmera

Cruzando a linha de chegada

De modo geral Music Racer é um game cuja principal mecânica é falha. Manter o ritmo e a consistência que as notas aparecem na tela deveria ser a preocupação principal para esse tipo de título, porém esse objetivo não foi totalmente alcançado aqui.

Evidentemente por se tratar de um jogo indie e que custa barato para o consumidor não espere encontrar aqui músicas licenciadas de artistas famosos, mas isso não prejudica em nada a experiência já que a trilha é excelente e casa muito bem com o visual minimalista do game.

Importante avisar que se você tem problemas de motion sickness ou sensibilidade a luzes estroboscópicas talvez longos períodos jogando Music Racer te causem incômodo, então é sempre bom avaliar isso antes de começar a jogar ou fazer pausas durante a jogatina.

Mais anos 80 impossível

Para quem gosta de colecionar troféus, a Platina de Music Racer é fácil, porém demorada.

É preciso conseguir fechar uma corrida com 3 estrelas, uma com 2 e uma com 1 estrela apenas. Esse ranking estelar depende de quantas notas o jogador coleta em uma canção, mas invariavelmente você irá conseguir esses 3 troféus sem suar.

A parte mais demorada rumo a Platina é conseguir dinheiro suficiente para comprar todas as pistas e carros bloqueados, mas se você curtir o game no final isso não vai ser impedimento para ter mais um troféu reluzente de platina para sua coleção.

A análise de Music Racer foi escrita com base em uma cópia de fornecida pela assessoria de imprensa do jogo.

Papai Platina
Trophy hunter e pai de 3 filhos maravilhosos.