Conversa de Sofá

Por João Ibarra em 15/10/2013

DLC “The Walking Dead: 400 days”, faz esperarmos muito da segunda temporada

Após o estrondoso sucesso do jogo “The Walking Dead”, a Telltale Games, produtora do jogo, resolveu ganhar mais uma grana. Em 3 de julho de 2013 lançou a DLC “400 Days”, disponível para Xbox 360, Play Station 3, PC, PS Vita e iOS, e em breve estará disponível para Ouya. A DLC tem a grande tarefa de dar sobrevida ao jogo Walking Dead e manter a excelente qualidade da história e ter personagens igualmente carismáticos.

Ficha técnica

  • Plataforma: iOS / PC / PS3 / PS Vita / Ouya / Xbox 360
  • Lançamento mundial (da DLC): Julho de 2013
  • Preço sugerido (da DLC): R$ 20
  • Desenvolvedor: Telltale Games
  • Distribuidor: Telltale Games

Após o estrondoso sucesso do jogo “The Walking Dead”, a Telltale Games, produtora do jogo, resolveu ganhar mais uma grana. Em 3 de julho de 2013 lançou a DLC “400 Days”, disponível para Xbox 360, Play Station 3, PC, PS Vita e iOS, e em breve estará disponível para Ouya. A DLC tem a grande tarefa de dar sobrevida ao jogo Walking Dead e manter a excelente qualidade da história e ter personagens igualmente carismáticos. Eu testei a versão de PC da Steam e paguei 8,49 dilmas. Mas, é necessário possuir o jogo Walking Dead, que eu adquiri em um Humble Bundle por 12 reais.

Vince

A DLC mantêm a jogabilidade do jogo Walking Dead, a de point and click, que é bem limitada em certos momentos. É possível interagir com alguns objetos, andar e realizar algumas ações específicas em certos momentos (como por exemplo atacar ou se defender de um zumbi). O gráfico também, continua o mesmo, é cartunizado e eu acho muito legal, pois, aproxima muito o jogo da HQ.

As histórias giram em torno de um posto de gasolina, em uma estrada da Georgia, e conta a rotina de 5 sobreviventes: Bonnie, Shel, Russell, Wyatt e Vince. Cada trama possui seu respectivo núcleo com outras personagens secundárias. É possível jogar as histórias em qualquer ordem. Não falarei muito sobre cada personagem, pois a DLC é muito curta, assim, pode soar como spoiler.

The Walking Dead 400 Days

O roteiro do jogo é excelente, cada história é muito bem contada, todas possuem escolhas, e estas escolhas afetam diretamente os fatos que ocorrem e na personalidade de cada personagem. Cada capítulo se passa em um período da infestação diferente, indo do segundo dia da infestação, até o dia 400. As tramas se desenrolam mais rapidamente na DLC, tendo muito mais foco na ação. Porém, momentos de drama e tensão também estão presentes. Escolhas como em quem confiar, quem morre e quem vive, são recorrentes durante as histórias, levando muitas vezes o jogador a tomar decisões morais questionavéis, porém necessárias para sobrevivência, afinal, estamos falando de um apocalipse zumbi!

As histórias são boas e se desenrolam de maneira satisfatória, principalmente no pouco tempo entre a apresentação dos personagens e ação, porém, como elas se desenrolam separadas e de maneira rápida, essas ligações se tornam fracas, e assim, os personagens não possuem muito vínculo, algo que foi essencial para a história do grupo de Lee e Clementine. Entretanto a Telltale Games já anunciou que haverá uma continuação, e que ela estará fortemente ligada a DLC 400 Days.

40 0Days

O jogo The Walking Dead Season Two  deve ser lançado entre o final de 2013 e inicio de 2014.No geral, a DLC mantém o espirito da primeira temporada, e entrega uma experiência muito legal de jogo. É um jogo barato em todas as plataformas, por isso recomendo e muito a compra da primeira temporada e desta DLC.

Avaliação:

8
  • As histórias de cada personagem são muito boas
  • Cada escolha altera o final da história
  • A experiência do jogo é excelente
  • O preço é baixo, mesmo se você ainda não tem a primeira temporada
  • Falta de uma forte conexão com a história do jogo principal
  • As histórias desta DLC estão igualmente pouco conectadas entre si
  • A DLC é muito curta, não dá tempo para as personagens se desenvolverem e assim, cativar o público, como ocorreu com Lee e Clementine
  • Se você é fã de gráficos e não gosta de ler em jogos, este não é um jogo para você
Índio do pantanal, nunca teve console. Começou jogando no Super Nintendo na casa de amigos. Viveu a era de ouro das Lan Houses jogando CS 1.6 e NFS Underground. Analista de Sistemas, quase Engenheiro da Computação, vendeu a alma para a Steam, é grande fã das franquias Half Life e Max Payne.
DEIXE UM COMENTÁRIO
ÚLTIMAS ANÁLISES
  • Análise Playerunknown’s Battlegrounds (PlayStation 4)

    O jogo que popularizou o gênero Battle Royale finalmente foi lançado no console da Sony para a alegria dos jogadores da plataforma PlayStation (e da Bluehole, que agora atinge a maior base instalada dessa geração). A criança prodígio do Brendan Greene chegou a tempo ou tarde demais?

  • Análise Crashlands (Nintendo Switch)

    Originalmente lançado para celulares e posteriormente para PC, a versão de Switch desse RPG de ação em tempo real foi desenvolvida para ser controlado em telas de toque e com controle convencional. O que é perfeito para o console híbrido da Nintendo.

  • Análise H1Z1 (PlayStation 4)

    Na recente tendência dos jogos Battle Royale, H1Z1 estreia no Playstation 4 com a pretensão ambiciosa de bater de frente com Fortnite, o gigantesco sucesso da Epic Games.

  • Análise Bloodstained: Curse of The Moon

    Inti Creates teve a tarefa de entregar a prévia do Bloodstained Ritual of The Night e criou um perfeito sucessor do Castlevania original de 1986.

  • SOBRE
    O Conversa de Sofá é um site com notícias, dicas e tutoriais sobre jogos, análises e novidades sobre os últimos lançamentos e cobertura de eventos.
    Asantee Games
    Ethanon Engine
    REDES SOCIAIS