Melhores configurações gráficas para aumentar o FPS em Apex Legends - Conversa de Sofá

Conversa de Sofá

Por Flávio Ricardo em 10/02/2019

Melhores configurações gráficas para aumentar o FPS em Apex Legends

Saber tirar o máximo de um jogo competitivo é primordial, para isso reunimos dicas de como melhorar o seu FPS em Apex Legends.

Gráficos bonitos são um dos grandes chamarizes dos jogos da atual geração, seja no PC ou nos consoles de última geração. Mas a verdade é que em alguns jogos o que importa realmente é o seu desempenho como jogador, nesse caso não estamos falando apenas de skill, mas também de saber tirar o máximo do jogo.

Tirar o máximo do jogo em jogos competitivos, sejam MOBAS ou jogos de tiro, geralmente significa jogar com o máximo de frames possível, para isso muitos jogadores profissionais colocam todas as configurações gráficas no mínimo. Acontece que isso nem sempre é o ideal, pois existem configurações que não afetam diretamente a taxa de quadros e acabam que deixando a experiencia um pouco pior.

Em Apex Legends, o mais recente FPS da Respawn em parceria com a EA, é importante saber quais as melhores configurações para o jogo, e isso não representa apenas mudar as configurações no jogo mas também nas propriedades gráficas da sua placa de vídeo (nesse caso para usuários NVIDIA).

Para começar a ter um bom desempenho e uma melhor taxa de quadros em Apex Legends é importante saber quais as melhores configurações para aumentar o FPS no jogo, e para isso, vamos começar com as configurações do jogo no painel da NVIDIA.

O primeiro passo é entrar em Configurações 3D > Gerenciar as configurações em 3D. Após isso selecione Apex Legends na lista de jogos e softwares disponíveis, depois de selecionado vamos configurar primeiro o Buffering triplo e a Filtragem de textura.

  • Buffering triplo – Desligado
  • Filtragem de textura – Diferencial negativo – Permitir
Buffering triplo e filtragem de textura – Diferencial negativo

Ainda nas opções de Filtragem de textura, vamos alterar mais algumas configurações, além disso vamos mexer no Modo de gerenciamento de energia, Máximo de quadros pré-renderizados e Otimização segmentada, veja as opções abaixo:

  • Filtragem de textura – otimização anisotrópica – Ligado
  • Filtragem de textura – trilinear – Ligado
  • Filtragem de textura – qualidade – Alto desempenho
  • Modo de gerenciamento de energia – Preferencia por desempenho máximo
  • Máximo de quadros pré-renderizados – 1
  • Otimização segmentada – Ligado
Filtragem de textura, gerenciamento de energia, quadros e otimização

Após isso é hora de alterar as configurações ligadas a sincronização vertical, relacionadas não apenas ao jogo em sei mas também a tecnologia do monitor quando disponível.

  • Quadros pré-renderizados de Realidade Virtual – 1
  • Sincronização vertical – Desligado
  • Taxa de atualização preferida – A maior disponível
  • Tecnologia do monitor – G-SYNC

Com essas configurações já será possível notar algumas diferenças em Apex Legends, pois estamos forçando o jogo a obedecer algumas configurações através da placa de vídeo, mas isso ainda não é o suficiente, é necessário alterar também algumas configurações do jogo.

Nós vamos alterar as configurações abaixo, desligando-as ou deixando no mínimo conforme as imagens a seguir:

  • Suavização
  • Reserva de streaming de texturas
  • Filtragem da textura
  • Qualidade de oclusão de ambiente
  • Cobertura de sombra solar
  • Detalhe das sombras (sol)
  • Sombras dinâmicas (iluminação)
  • Iluminação volumétrica
  • Detalhes dos modelos
  • Detalhes dos efeitos
  • Marcas de impacto
  • Qualidade dos ragdolls

Uma configuração que pode variar de jogador para jogador conforme seu hardware é a Reserva de streaming de texturas, que deve ser configurada conforme a quantidade de memória RAM disponível.

Com essas configurações alcancei até 200fps no menu de Apex Legends, 100fps durante a partida, oscilando para no mínimo 70fps quando em combate ou áreas com muitos itens no cenário. O meu computador tem um processador AMD FX-8150, 16GB de memória RAM e uma placa de vídeo Geforce GTX 1060 6GB. Um SSD provavelmente daria alguma vantagem no tempo de carregamento e renderização de itens do cenário, mas no geral é uma configuração boa para um jogo recém lançado.

Os requisitos mínimos para jogar Apex Legends no PC são simples, porém sempre que possível é importante otimizar ainda mais suas configurações, veja abaixo os requisitos:

  • Windows 7
  • Processador Intel Core i3-6300 3,8GHz ou AMD FX-4350 4,2 GHz Quad-core
  • 6 GB de memória RAM
  • Placa de vídeo NVIDIA GeForce GT 640 ou Radeon HD 7700
  • 1 GB de GPU RAM
  • 30 GB de espaço disponível em disco
É um sul-mato-grossense e tem 27 anos, que começou no mundo dos games jogando Master System e Mega Drive, quando então conheceu o melhor console já criado neste mundo: o Super Nintendo. Já foi dono dos "clássicos" PSOne e PS2 e hoje passa horas disputando partidas nos battle royale da vida ou streamando!
DEIXE UM COMENTÁRIO
ÚLTIMAS ANÁLISES
  • Análise 11-11: Memories Retold (PC)

    Com inspiração na arte e o intuito de honrar os 100 anos do fim da Primeira Guerra Mundial, 11-11 Memories Retold apresenta histórias de pessoas comuns em um dos períodos mais brutais da humanidade.

  • Análise Resident Evil 2 – 2019 (PlayStation 4) Leon A

    Passaram-se 4 gerações de consoles até que uma das obras-primas do PlayStation original fosse refeita, utilizando-se de todo o aparato de tecnologia de alto-processamento e alta-definição atuais, algo que os fãs esperavam desde que o primeiro Resident Evil foi atualizado para o Game Cube, em 2002.

  • Análise Resident Evil 2 – 2019 (PlayStation 4) Claire A

    Vinte e um anos após o lançamento da obra original no primeiro console da Sony, a série Resident Evil alcança um novo ápice com o remake de Resident Evil 2, jogo que reúne nostalgia e primor em um produto que beira o impecável.

  • Análise Playerunknown’s Battlegrounds (PlayStation 4)

    O jogo que popularizou o gênero Battle Royale finalmente foi lançado no console da Sony para a alegria dos jogadores da plataforma PlayStation (e da Bluehole, que agora atinge a maior base instalada dessa geração). A criança prodígio do Brendan Greene chegou a tempo ou tarde demais?

  • SOBRE
    O Conversa de Sofá é um blog com notícias, dicas e tutoriais sobre jogos, análises e novidades sobre os últimos lançamentos e cobertura de eventos.
    REDES SOCIAIS