Análise Captain Tsubasa: Rise of New Champions (Nintendo Switch)

Captain Tsubasa: Rise of New Champions traz uma abordagem excelente para os fãs de anime mas faz muito bem o meio de campo para os que procuram um jogo de futebol com diversão.

Baseado no mangá e no anime , conhecido como Super Campeões no Brasil, é um jogo desenvolvido pela Tamsoft e distribuído pela lançado em 28 de agosto no 4, Switch e PC.

não é um jogo de futebol, mas sim, um jogo de anime sobre futebol. Pode parecer uma frase besta, mas ela faz toda a diferença na hora de entender a proposta do jogo. E se você entender, assim como eu entendi, você terá uma experiência incrível!

Vamos começar falando sobre o óbvio, os gráficos estão sensacionais! Tanto no quesito de fidelidade, quanto no quesito artístico, o jogo se sai muito bem. Me fazendo acreditar que eu estava jogando uma temporada do anime, e não um jogo feito sobre o anime. Isso não é bem uma surpresa, vendo que outros jogos da empresa já conseguiram o mesmo feito, mas ainda impressiona, principalmente na hora das animações. Não só dos personagens, mas principalmente dos enquadramentos de câmera. Cada vez que você vai usar um dos movimentos especiais dos jogadores, sejam chutes, defesas ou passes, a câmera dá um show à parte, com zooms e distorções exageradas que conseguem passar toda intensidade que o anime sempre trouxe. Outro detalhe bem divertido, é ver a influência que esses especiais causam no gramado da partida, alguns chutes deixam rastros no campo, como se o mesmo tivesse sofrido um golpe de força absurda, tornando a sensação de que aquela partida de futebol é jogada por heróis, e não apenas por garotos do colegial. E toda essa sensação de poder não para nos gráficos, é continuada muito bem pela gameplay!

não é um jogo de futebol, mas ele tenta simular um. Tudo que você precisa está lá, passes rasteiros, longos, chutes, carrinhos, divididas, corridas e até mesmo passes em profundidade. Nenhum deles com muita profundidade, é verdade, mas todos funcionam muito bem, e fazem o trabalho que devem. A verdadeira disputa não vem de dominar os comandos, mas sim de dominar as habilidades especiais dos seus jogadores. São elas que decidem as partidas, afinal de contas, os goleiros só são vazados, se suas barras de energia foram baixadas o suficiente. Não adianta chegar em cima da linha e dar um chute muito forte, se o goleiro ainda estiver com sua barra cheia, ele vai defender aquela bola. Mas o contrário também é verdade, se o goleiro estiver com a barra vazia, até um chute do meio campo, vai passar por ele.

Agora, como você deve fazer para proteger, ou atacar essa barra de energia, depende das habilidades especiais dos seus jogadores, alguns tem chutes mais fortes que sugam muita barra do goleiro, outros tem movimentos defensivos e se jogam na frente dos chutes, os impedindo de chegar até o goleiro, ou apenas tirando um pouco da força do mesmo. É essa a estratégia do jogo, quem vai fazer a melhor combinação, e saber a utilizar da melhor maneira possível é você. Mas, por se tratar de futebol, ainda tem aquela possibilidade de uma jogada individual decidir a partida para o time mais fraco. E tudo isso pode ser experimentado em alguns modos de jogo bem divertidos.

Os clássicos estão lá, Versus, tanto off-line como online, Campeonatos off-line, modo de edição de jogadores e equipes, partidas ranqueadas e até um modo 2v2. Mas o verdadeiro carro chefe é o modo Jornada, que conta com 2 histórias. Na primeira você controla Tsubasa, e deve levar ele até o título do campeonato entre escolas. E no outro, você cria o seu próprio personagem, e deve levar ele até a seleção japonesa! Podendo escolher tanto a aparência, quanto as habilidades e estilo de jogo que ele vai ter. Conforme vai avançando no modo, vai fazendo amizades com os outros jogadores, e aprendendo suas habilidades, podendo até mesmo aprender chutes duplos com alguns.

O modo é muito bom, mas tem um probleminha, que pode ser um “problemão” as vezes, os diálogos são muito compridos e repetitivos, a cada partida todos os jogadores sentem a necessidade de ficar falando de 2 mil maneiras diferentes que “você consegue!”, “nunca deve desistir!”, “acredite nos seus sonhos!”, e coisas do tipo.

Faz muito sentido com o anime, mas por serem muito próximos um ao outro, acabam ficando repetitivos demais, te fazendo revirar os olhos ao invés de te inspirar a continuar jogando. Ainda bem que existe um botão para pular os diálogos, e você pode escapar de toda essa “motivação!”, mas corre o risco de perder as cenas que são realmente divertidas e até emocionantes. O modo também acaba sendo um pouco fácil demais, vendo que não existe opção de dificuldade, e isso faz com que os adversários que você enfrenta percam um pouco da força que parecem apresentar nos diálogos, quando pela quinta vez você enfrenta um time que todos temem, mas acaba os goleando por 6 a 1. Bem, mas se esses são os piores problemas do jogo, eu creio que tudo está mais do que bem.

é uma experiência necessária para quem é fã do anime, e uma muito bem vinda para quem gosta de futebol ou de um jogo divertido para passar o tempo. Não espere um substituto para PES ou FIFA, mas sim um ótimo jogo de anime sobre futebol!

A análise de foi feita no Nintendo Switch, com uma cópia digital do jogo gentilmente cedida pela Namco.


Nós do Conversa de Sofá acreditamos que o videogames são uma mídia poderosa e revolucionária e que somos muito privilegiados em poder ter acesso a essas obras desenvolvidas por pessoas talentosas do mundo todo. Por isso, nesta época em que somos ameaçados pelo Covid-19, fique em casa e aproveite a oportunidade para jogar muito. Ficando em casa você não só pode apreciar os melhores jogos como também pode contribuir para que possamos voltar à nossa rotina o mais rápido possível, além de salvar vidas.

Jean Thomaz
Jogo muito FIFA e sempre olho o lado positivo da morte.