Análise Hitman Freelancer (PS5)

Após o sucesso de crítica de Hitman III, que encerra a trilogia World Of Assassination, a IO Interactive expande as possibilidades de gameplay!

Hitman Freelancer - Assassino 47 de costas e o nome do jogo ao lado direito

Freelancer é mais do que qualquer fã de uma franquia poderia esperar! Após o sucesso de Hitman III a IO Interactive não precisaria acrescentar mais nada ao jogo, sobretudo porque deu os dois primeiros jogos gratuitamente àqueles que comprassem o terceiro. Mas subvertendo a lógica do mercado de games, os desenvolvedores resolveram adicionar agrupar todos a trilogia inteira em um pacote chamado World Of Assassination, adicionando ainda um novo modo de jogo, completamente gratuito, chamado Frelancer.

Nesse novo modo de jogo, que é completamente independente da campanha principal, o Agente deve perseguir membros de chamados “sindicatos”, criminosos e terroristas que controlamos mundo do crime, utilizando meios escuso para fins deploráveis.

O problema é que não sabemos a identidade dos líderes dessas organizações e devemos encontrar pistas sobre quem eles são, até termos um bom nível de certeza sobre o paradeiro do próximo usuário de paletó de madeira.

Lista de campanhas disponíveis em Hitman Freelancer
Essa é a lista de campanhas disponíveis em Hitman Freelancer

O Dark dos jogos furtivos

As campanhas são divididas em 3 ou 4 fases, situadas em locais diversos, nas quais devemos dar fim a um ou mais membros do sindicato, o que nos dará uma pista de quem é o líder. Porém, como na vida de um mercenário calvo nada é tão simples, o Agente 47 não terá muitos equipamentos à sua disposição. Na realidade, no começo do jogo apenas um equipamento aleatório pode ser levado em cada missão, variando desde seringas de injeção sedativo ou letal, ou um dispositivo de distração ou explosivo ou ainda um pé-de-cabra (muito útil para forçar portas e objetos distribuídos pelo cenário), por exemplo.

Caixa de itens em Hitman Freelancer
Você pode escolher apenas um desses itens para começar cada missão.

Essa limitação inicial é um dos pontos-chave do jogo, pois obriga o jogador a resolver problemas com criatividade e muita paciência. Aliás, se existe um recurso que deve ser usado à exaustão é a paciência, pois não é possível salvar o jogo durante as fases. Você tem apenas uma chance. O que nos leva a um aspecto dos mais relevantes do jogo: Hitman Freelancer é possui uma dificuldade bastante acentuada.

Não significa que você não vai conseguir terminar a campanha do jogo, mas que para conseguir, vai ter que passar por um processo de tentativa e erro que pode levar alguns jogadores à frustração. Veja, o arsenal do Agente 47 vai sendo construído aos poucos, conforme passamos de fase. Todavia, nem tudo que está à nossa disposição desde o início é útil. Um côco pode fazer a diferença em uma missão nas Ilhas Maldivas, mas não é tão útil assim em um bairro tailandês.

Agente 47 de bermuda e camisa florida, em um deck de madeira.
Ser um assassino pode te levar a lugares incríveis!

Assim, a exploração dos cenários acaba sendo requisito obrigatório para encontrar mais e mais itens, mas não é um processo ágil. A paciência é a melhor ferramenta a ser utilizada.

Gerador de Aleatoriedades

O modo Freelancer altera de forma sutil a estrutura de Hitman, mudando algumas regras do jogo, como em um Rogue-Lite. A armas e itens podem ser coletados nas fases para compor o arsenal de 47, mas ao fracassar em uma campanha, tudo é perdido, restando apenas parte dos “mercs” adquiridos (a moeda corrente do jogo). De igual modo, a mesma campanha não se passará nos mesmos cenários, havendo alterações quanto ao alvo a ser eliminado, objetos e pessoas nas fases. Isso significa que precisamos torcer para que os dados rolem a nosso favor, pois existem missões com a pior combinação possível dos “ingredientes” do jogo.

Lista de objetivos secundários de Hitman Freelancer
Não bastasse a limitação de itens, o jogo ainda apresenta desafios a serem cumpridos em cada cenário. Não é fácil.

Para deixar tudo ainda mais desafiador, falhar nas missões pode fazer com que os próximos territórios fiquem em estado de alerta, ou seja, o Agente 47 é dado como hostil à primeira vista, enquanto não localiza um uniforme civil. Tudo que o jogo pode fazer para deixar a experiência mais e mais complexa, é feito, então não espere muita ajuda.

Questões Técnicas

Todos esses elementos caóticos, unidos para formar Hitman Freelancer, são apresentados da melhor forma possível, pois o jogo é absolutamente lindo.

Claro que você já sabe disso, pois leu a nossa análise de Hitman III, mas, em resumo, tudo é tecnicamente impecável, sobretudo a iluminação das fases. A trilha sonora é belíssima, com temas orquestrados que se fazem presentes nos momentos certos para ditar o tom cinematográfico do jogo.

Agenda 47 arrasta um corpo pelo chão em Hitman Freelancer
Agente 47 é especialista em limpar o chão usando qualquer coisa que tenha por perto.

A única ressalva que eu faria é em relação ao combate. Veja, em termos de jogabilidade, Hitman Freelancer é muito competente em entregar ferramentas para a ação furtiva. O Agente 47 pode escalar, abaixar, esconder corpos, atacar de maneira discreta e outras ações para cumprimento da tarefa designada sem levantar suspeitas. O problema é quando as coisas não saem como a gente deseja e precisamos entrar em um combate, seja com armas de fogo, armas brancas ou itens. Tudo é bastante desajeitado e a situação se encaminha rapidamente para a falha na missão. Devemos ter em mente, no entanto, que essa não é a proposta primária do jogo.

Agente 47 em um cenário neo noir, com iluminação de neon durante a noite
Hitman neo-noir.

Outro ponto negativo, que impacta bastante na experiência final é a falta de legendas em português do . Eu entendo que a dublagem é algo que envolve um alto custo, mas tenho certeza que não seria tão custoso assim acrescentar textos em português, inclusive porque é um jogo com pouquíssimo conteúdo narrativo, quase todo baseado no gameplay furtivo. Um revés que impacta sensivelmente a experiência dos jogadores brasileiros.

Tela mostrando o resultado final de uma missão fracassada em Hitman Freelancer
Você vai ver muito essa tela na sua frente.

Por fim, Hitman Freelancer é uma excelente adição ao um jogo que já possui muitas qualidades. Além de conter os dois primeiros jogos da série, a adição do modo Freelancer a Hitman III faz com que a relação de custo e benefício do produto seja a melhor possível, entregando horas de gameplay furtivo em um dos melhores jogos do gênero.

Se você gosta da série e ainda estava em dúvida, ou se é fã desse tipo de jogo, em que a paciência é a habilidade mais importante, Hitman Freelancer não irá te decepcionar! Uma atualização gratuita que traz um caminhão de novos conteúdos, é praticamente obrigatória a todos que admiram o profissionalismo do Agente 47!

Hitman Freelancer foi lançado em janeiro/2023 e está disponível para , X/S, PlayStation 5 e (cloud version).

A análise foi feita com base em uma cópia digital do jogo para PlayStation 5, gentilmente fornecida pela assessoria de imprensa do jogo. 

 

Tiago Matias Escobar
Metaleiro não uniformizado. Cerveja, pizza, games e viagens ocasionais.