Análise Hotshot Racing (Xbox One)

Sinta a velocidade de um jogo de corrida com visual retro, drift e pegada arcade dos fliperamas dos anos 90, em Hotshot Racing!

No decorrer do tempo nos deparamos com jogos de corrida cada vez mais aprofundados no realismo. Nos pegamos desde a época de até o consagrado da atual geração de consoles, porém Hotshot Racing veio como um refresco pra galera que busca um game ocasional e ao mesmo tempo trazendo aquela sensação nostálgica dos 32-bits para os saudosistas, pois a proposta do jogo é exatamente essa, uma mistura de Virtua Racing, Daytona USA , Outrun e Ridge Racer, valendo ressaltar o ótimo trabalho feito pela e que conseguiram entregar um retrocesso simplificado onde apenas a diversão de controlar um carro em uma pista e chegar em primeiro é o suficiente para trazer diversão.

Hotshot Racing é a pedida certa para aquela jogatina dos finais de semana, caindo como uma luva para se jogar no sofá acompanhado dos amigos, como nos velhos tempos.

Lançado para PS4, Xbox One, Switch e , Hotshot Racing é totalmente fiel ao que chamamos de arcade, nele temos quatro Grande Prix para competir, cada um com 4 pistas e 3 modos de dificuldade. Ao todo são oito pilotos que são  representados por seus países e moldados com o mesmo estilo das pistas, e cada deles contam com 4 carros a escolha do jogador, todos com habilidades diferentes no que diz respeito a aceleração, velocidade máxima e a derrapagem que é fundamental e já te explico mais pra frente, ok?

Personagens carismáticos e com visual com cores vibrantes como nas pistas

Existem desafios para cada tipo de personagem, que ao completa-las nos dão a opção de novas personalizações e estética para os carros de forma bem simples mas que exigem certa habilidade do jogador para obtê-las, sou seja, completar esses desafios é um modo de nos encorajar a jogar com cada carro e piloto de cada vez e assim vamos pegando o jeito de controlar e manter o carro sempre no páreo.

As corridas são incrivelmente divertidas nos fazendo lembrar os títulos dos anos 90, o manuseio do carro e as derrapagens épicas são divertidas de controlar, a inteligência artificial dos outros corredores é elevada e bastante agressiva dando a entender que os oponentes querem apenas te acertar e te tirar da pista ao invés de tentar cruzar a linha de chegada, fui pego diversas vezes sendo empurrado contra a parede e em questão de segundos eu era o ultimo colocado, fazendo com que tivesse duas opções, continuar ou reiniciar a partida.

O sistema de derrapar nas curvas aumenta o seu medidor de boost, que é dividido em quatro partes, ou seja, quanto mais derrapar, mais aumentamos uma das barras do medidor, e é ai que tá o segredo do sucesso, saber economizar e usar o boost nos momentos certos é fundamental para vencer as corridas. Hotshot Racing não possui uma espécie de power-ups e itens na pista como vimos em Mario Kart e Crash team Racing e muito menos atalhos, é apenas você no controle do seu piloto contra uma frota de rivais em pistas bem elaboradas.

visual Arcade dos fliperamas dos anos 90 com cores vibrantes chamam atenção

Ahhh, os famosos Checkpoints!

Existe um cronometro no maior estilo Arcade entre os checkpoints que aumentam a tensão a cada segundo. Cada batida, ou uma parada nos cantos das pistas podem custar segundos valiosos, que com certeza podem fazer você pausar o jogo e clicar em “tentar novamente”

Modos de corrida

Não pense que Hotshot Racing é um game limitado, existem corridas únicas que oferecem modos adicionais, temos Polícia e Ladrão que faz uma singela homenagem a franquia Need For Speed, e como o nome mesmo indica, os jogadores precisam completar 3 voltas na pista e coletar dinheiro em cada checkpoint, tomando cuidado para não ser derrubado por um carro da polícia os danos aos carros que na verdade não são significativos vistos nos jogos atuais e sim uma barra de vida invés de qualquer mecânica que afete o controle do carro, e uma vez que esgotados, vence aquele que cruzar a linha com mais dinheiro ou provavelmente o único corredor na pista.

Dirija ou Exploda, faz com que corremos no estilo Speed, ou seja, se você deixar a velocidade do carro cair de um determinado valor, explodiremos. Cada checkpoint que passamos aumenta o limite, e na volta final é onde as coisas complicam, já que até mesmo derrapar em uma curva nos deixará um pouco abaixo do limite estipulado. Felizmente temos alguns segundos para aumentar a velocidade, e é nessa hora que o boost é útil, mas um pequeno erro pode significar um desastre e acabar com toda a sua estratégia de corrida.

Contra o tempo, onde devemos correr como um verdadeiro Ayrton Senna e cravar nossas melhores marcas em cada pista disputada.

O game possui um multiplayer local onde jogamos com tela dividida e o modo online que possui partidas de corrida rápida, ranqueadas ou até mesmo podemos entrar em servidores ou criar os nossos e definir algumas regras de sua preferencia.

O grande Prêmio, dividido em 4 circuitos com 4 pistas diferentes é um dos maiores desafiadores

Entrega um bom visual mas falha na trilha sonora…

Hotshot Racing entrega uma variedade de cores excelentes que parecem exatamente como minhas lembranças de Daytona usa bem como a taxa de quadros extremamente rápida. As áreas são divididas em Costa, Deserto, Selva e Montanha, são bem simples mas conseguem ter uma ótima aparência fazendo com que suas características sejam reconhecíveis. O visual do game é complementado por uma música e efeitos exatamente iguais aos de um arcade dos anos 90 mas não espere por algo tão bom quanto a trilha sonora dos velhos jogos de Daytona USA , infelizmente isso não acontece por aqui, mas valeu o esforço em Hotshot Racing ao replicar os fliperamas de antigamente e você terá a sensação de que eu já jogou esse tipo de game a milhões de anos atrás…

Levantando um troféu após vencer um grande prêmio, cena clássica!

Conclusão

Hotshot Racing é um bom retrocesso ao auge dos estimulantes e divertidos jogos de corrida 32-bits de fliperama do início dos anos 90. É tão desafiador quanto Ridge Racer ou Virtua Racing ,sua sensação e aparência retro é o charme do jogo. O game pode ser interessante mesmo para aqueles que procuram corridas mais profundas e realistas, mas isso é praticamente o oposto do que Hotshot Racing se propõe a fazer, visto que é uma jogabilidade pura, simples e cativante e um título que você não pode deixar escapar, ainda mais para aqueles que possuem o Xbox Game Pass.


Nós do Conversa de Sofá acreditamos que o videogames são uma mídia poderosa e revolucionária e que somos muito privilegiados em poder ter acesso a essas obras desenvolvidas por pessoas talentosas do mundo todo. Por isso, nesta época em que somos ameaçados pelo Covid-19,fique em casae aproveite a oportunidade para jogar muito. Ficando em casa você não só pode apreciar os melhores jogos como também pode contribuir para que possamos voltar à nossa rotina o mais rápido possível, além de salvar vidas.