Análise Paper Train (Nintendo Switch)

Paper Train é um jogo de quebra cabeças em que precisamos controlar o fluxo de locomotivas para garantir que cheguem ao seu destino e evitar acidentes.

é um simpático de trilhos com um visual muito agradável que imita desenhos feitos à caneta em folhas de papel e cujo objetivo é simples: evitar que os trens se choquem nas intersecções das ferrovias. Os controles são super simples e permitem bloquear um trecho dos trilhos ou trocar o trilho para onde os trens irão (direita/esquerda), dependendo da dificuldade do cenário.

Paper Train mapa
Tem mais de onde saíram esses níveis

Os cenários são divididos por dificuldade e a classificação após o sucesso dependerá do tempo que passou até cada um dos trens ter seguido seu caminho (uma, duas ou três estrelas). Para isso existe uma função extra que faz acelerar os vagões (gatilhos) e acrescenta dinamismo e um pouco de urgência nas tarefas, e deixa o resultado bem mais bonito.

Paper Train instruções
O conceito é super simples. O desafio no entanto…

Crazy Train

Apesar dos efeitos sonoros que tocam num volume um pouco alto demais, a experiência de jogar Paper Train é bastante relaxante até o momento em que chegamos nos cenários mais cabeludos, onde será preciso ser bem meticuloso na hora de executar a sequência de comandos exata. Nada que a velocidade normal e um pouco de paciência não resolvam.

Paper Train track
Começa muito bem…

Paper Train tem toda cara de que pode funcionar muito bem nos em dispositivos móveis (sim, ele está disponível na loja do Google) a julgar pela facilidade dos controles mas poder jogar na tela do Nintendo Switch, com a possibilidade de levar esses quebra-cabeças para a televisão faz dessa, a melhor versão, sem dúvida, mesmo não tendo localização em Português Brasileiro. Um jogo super recomendado para quem gosta de desafios de jogabilidade, reflexos e raciocínio.

Paper Train wreck
…mas acaba muito mal.
Let's rock and ride!