Análise Tinykin (PS5)

Tinykin é uma linda aventura que esbanja carisma e amor, e prova que com muito pouco é possível fazer muito.

Ao melhor estilo do clássico filme “Querida, encolhi as crianças”, que é desenvolvido pelo pequeno estúdio Splashteam e publicado pela , te convida a uma viagem divertida e carismática por um lugar desconhecido e diferente cheio de desafios.

é um jogo de aventura que mescla o 2D com 3D com um belíssimo estilo artístico que lembra muito a clássica aventura da Nintendo “Papper Mario”, claro que o jogo não tem o mesmo valor de investimento, mas a inspiração se faz muito presente durante toda a jornada.

Mas não se engane, embora seu início de pistas de que será um jogo pequeno, sua história cresce muito ao longo do jogo, mostrando que o pequeno estúdio possui uma grande criatividade ao fazer muito com pouco.

Tinykin

Durante a jornada você assume o controle de Milo, o protagonista silencioso do jogo, encontra-se dentro de uma casa que contém o mundo inteiro e a própria civilização. Formigas, besouros e todos os tipos de e insetos colonizaram todos os cômodos da casa.

O jogo apresenta a história através de cinemáticas rápidas e bem renderizadas. Fora isso, você obtém a maior parte da história explorando e interagindo com NPCs. Você encontrará todos os tipos de personagens falando sobre suas vidas diárias, dando a você um vislumbre do mundo em geral. Por exemplo, alguns trabalhadores de formigas não podem sobreviver com um salário mínimo, enquanto outros são comediantes em restaurantes.

Em matéria de diversão, o jogo faz um ótimo trabalho ao usar o mínimo necessário para navegar pelo mundo.

é uma variedade de pequenas fofas à sua disposição que permitem explorar a casa, desde o explosivo vermelho até os empilháveis ​​verdes, que você pode usar para construir uma escada para alcançar novas áreas.

Tinykin

Além disso, existe uma mecânica de bolhas que permite flutuar, um skate que pode ser usado, bem… como um skate. Embora sejam boas adições, pois permitem que você atravesse o mundo mais rapidamente, o game perde a oportunidade de explorar mais recursos de jogabilidade. Com apenas colecionáveis ​​e pólen como recompensa pela exploração, incorporar truques adicionais ou até mesmo outras mecânicas tornariam o game mais dinâmico.

Apesar de alguns problemas de taxa de quadros, o jogo roda sem problemas na maioria das vezes, o que é importante devido à forte ênfase na localização do seu personagem. Esse ponto e as oportunidades de jogo perdidas não impedem que ele seja um jogo de plataforma 3D atraente e envolvente. Explorar a civilização construída sobre livros e réguas é incrivelmente prazeroso.

Vale destacar que está totalmente localizado em PT-BR e isso é ótimo, pois ele tem diálogos incríveis e isso torna o game acessível à todos os públicos.


A análise de Tynikin foi escrita com base em uma cópia de review gentilmente cedida pela assessoria de imprensa do game. Também disponível para 4, Switch , Xbox One e Xbox Series e Microsoft Windows.