Guia definitivo sobre as diferentes versões de PUBG

Player Unknown’s Battlegrounds (PUBG) possui hoje várias versões publicadas em diferentes dispositivos para poder atender a todos os públicos. Esse guia vai te ajudar a entender melhor as diferenças entre elas.

PUBG_capa

Estamos nos encaminhando para o final do glorioso ano de 2019 e Player Unknown’s Battlegrounds acaba de publicar uma nova versão do jogo pra PCs chamada .

Desenvolvida tendo em mente os computadores de desempenho médio para baixo e que não seriam capazes de rodar a versão principal do jogo, Lite é gratuito e pode ser considerado como sendo a quarta versão oficial do jogo que popularizou o gênero Battle Royale. Abaixo, as versões:

Steam (PC) – A primeira versão. Foi lançada em 2017 como acesso antecipado e tem sido atualizada e aperfeiçoada até hoje.

Xbox One / PlayStation 4 – Apesar da exclusividade temporária no console da Microsoft (durante o período de acesso antecipado), após o lançamento para PlayStation 4, no final de 2018, as duas versões se tornaram idênticas.

PUBG Ps4 - Erangel 1.0
Saudades, Erangel 1.0 (PUBG PS4)

Android / iOS – Publicada pela chinesa Tencent, é a adaptação gratuita do jogo para celulares. Extremamente popular, os campeonatos de distribuem milhares de dólares em prêmios para as equipes vencedoras.

PUBG Lite (PC) – A versão mais recente feita para computadores mais antigos e que não dão conta de rodar a versão de Steam. É gratuito e está em fase beta em alguns países, incluindo o Brasil.

PUBG Lite - ghillie suit
“Stealth” (PUBG Lite)

Mesmo partindo da mesma premissa e utilizando das mesmas mecânicas, as versões do jogo possuem pequenas diferenças entre si e listamos aqui as principais.

1 – Qualidade gráfica

Essa daqui é óbvia. Cada uma das quatro versões apresenta melhor ou pior performance de acordo com o aparelho que estiver rodando. A versão mais bonita é a original que roda nos PCs, mas essa também é a que exige o melhor equipamento pra funcionar de modo minimamente adequado. A qualidade nos consoles hoje é sólida, variando pra melhor nas versões One X e Pro dos principais consoles e se você possui um PC da NASA, jogará em Full HD e com taxa de frames bem alta. Agora, se você só tem um PC da Xuxa… nem tente.

2 – Repetição das mortes (death cam) e replays

Mais uma característica exclusiva da versão da Steam, mas essa feature não surgiu no PC apenas pra enfeitar o jogo já que essa versão também possui a maior quantidade de jogadores trapaceiros e a opção de visualizar de onde veio aquela granada que te matou é essencial para denunciar os cheaters. Os replays da partida, além de ajudar a verificar quem eles são, também permite a montagem de ótimos clipes para aqueles vídeos bonitos que vão pro YouTube. =)

PUBG Lite - Super Sentai
100% compraria essas roupas (PUBG Lite)

3 – Modos que não são Battle Royale (Death Match PvP)

A versão original do PUBG já teve modos com zumbis em servidores customizados mas o principal modo segue sendo exclusivamente o Battle Royale. Mas o PUBG Mobile publicado pela Tencent nos celulares e tablets possui um modo zumbi, que começou promovendo o remake de Resident Evil 2 e permanece até hoje, dessa vez como promoção do seriado The Walking Dead. Além disso, há o modo EvoGround com partidas mais curtas e o modo de 4 contra 4 jogadores. PUBG Lite também inaugurou recentemente um modo mata-mata de 4 contra 4, um ótimo treino pra quem (eu o/ ) tem dificuldade no modo principal.

4 – Robôs (Bots)

Uma característica presente nas duas versões gratuitas do jogo é a existência de bots, personagens controlados pela inteligência artificial do jogo que estão ali para completar a população das partidas e que podem ser bastante úteis pois são quase inofensivos e podem carregar bons equipamentos, apesar da maior parte dos jogadores não gostar da presença deles nas partidas (provavelmente já morreram pra algum robô, e não tem nada mais humilhante que isso).

PUBG Mobile - chicken dinner
No celular eu sou até razoável (PUBG Mobile)

5 – Atualizações

Esse departamento é uma loucura. Cada versão segue um cronograma de atualizações próprio, sendo que as versões gratuitas, Mobile e Lite, são as que menos seguem o jogo principal. É comum que as principais atualizações cheguem primeiro na versão de PC e que seja implementada nos consoles algumas semanas depois, como foi o caso da atualização do primeiro mapa do jogo, Erangel 2.0. A versão Mobile, na data de hoje, ainda não conta com esse mapa refeito e nem com as mudanças ocorridas em certas armas (UMP e Vector) enquanto que o PUBG Lite, por estar em fase beta, sequer possui partidas em Vikendi, o mapa da neve inaugurado no final do ano passado.

6 – Seleção de mapas

Até pouco tempo os jogadores da versão de PC poderiam escolher em qual mapa queriam jogar. Isso não é mais possível desde que a temporada 4 foi iniciada com Erangel 2.0. Nos celulares e tablets é possível escolher livremente o mapa preferido (eu jogo os mapas em sequência até vencer e seguir para o próximo) enquanto que nos consoles, há três opções, um mapa escolhido pelo jogo, Quick Match que entra na primeira partida disponível (leia-se, “Sanhok”) ou mapas rotativos.

PUBG_Lite_Vikendi
Vikendi não foi convidado (PUBG Lite)

7 – Mapas reduzidos

Essa diferença é relativa e impossível de verificar sem que um desenvolvedor afirme com todas as letras que os mapas foram reduzidos para as versões gratuitas, mas há quem afirme que, para que os dispositivos móveis – no caso do PUBG Mobile – e os PCs de entrada – no caso do PUBG Lite – rodem o jogo a contento, a escala dos mapas esteja levemente reduzida. Na prática, dois pontos iguais estariam a diferentes distâncias (mais próximos) nessas versões. Seria possível, para colocar à prova, medir o tempo em que se demora pra sair de Pochinki e chegar Georgopol, mas quem é que vai fazer isso durante as partidas? Eu não vou…

8 – Assistência de mira e guias visuais

Essa é uma característica presente apenas nas versões gratuitas, PUBG Mobile e PUBG Lite. PUBG Mobile possui um assistente de mira que levemente guia as armas na direção do oponente, para compensar a dificuldade dos controles na tela dos dispositivos móveis e as duas versões, Mobile e Lite, exibem auxílios na tela e no mapa para indicar a presença de jogadores próximos e a origem e direção dos tiros, coisa que não existe nas versões de PC, PlayStation 4 e Xbox One. Nesses, o jogo é difícil e chegar ao último círculo exige paciência e precauções redobradas!

9 – Preço

A boa notícia é que PUBG possui versões gratuitas. A má é que mesmo não sendo vendido a preço cheio, a versão principal do jogo e as versões pra consoles são pagas e todas possuem microtransações. Caso você não possua consoles e mesmo tendo testado a PUBG Mobile, tenha vontade de experimentar o jogo em uma das plataformas principais, o lançamento do PUBG Lite é uma excelente notícia. Por não ser um jogo AAA, o jogo possui loja interna e vende todo tipo de customização, tanto para armas, como para os jogadores.

PUBG PS4 - chicken dinner
As coisas que fazemos pra vencer (PUBG PS4)

Existem algumas outras pequenas diferenças e sacrifícios propositais, concessões feitas para possibilitar a existência do jogo em determinada plataforma, mas creio que essas são as mais importantes por enquanto.

E você, lembrou de alguma outra diferença marcante? Será que um dia a Vector vai passar a disparar 0.9mm no PUBG Mobile? E a mira de canto? Pretendo atualizar esse texto quantas vezes for necessário pra não deixá-lo perdido no tempo.

Escreva aí nos comentários ou escreva pro nosso perfil lá no site Twitter.com, @conversadesofa. Até mais!

Let's rock and ride!