JAM Nerd Festival 2016: A experiência

Um pouco da experiência de quem esteve presente no JAM Nerd Festival 2016, maior evento de cultura POP e gamer do centro-oeste.

Os dias 09 e 10 foram bem empolgantes em Brasília para todos que estiveram presente no . Este ano o maior evento de cultura POP e gamer do centro-oeste teve incrível estrutura no CICB com grandes atrações, apresentações, exposições e generosa quantidade de entretenimento.

O festival propôs várias maneiras de entreter todos os participantes e demonstrou o quanto seus organizadores trabalharam para torná-lo épico.

Apresentações

omelete jam nerd festival 2016

Os convidados prometidos estiveram presentes no festival, e parecem ter deixado amantes do seu trabalho satisfeitos. Através de momentos no auditório e limitadas sessões de fotos ao final o público conseguiu apreciar um pedaço do trabalho de cada.

Convidados como Jovem Nerd e Azaghal, Érico Borgo e Thiago Romariz do Omelete, Zangado, Guilherme Daminani são apenas alguns entre tantos outros que compareceram, e até jogadores de peso como Justin Wong e K-Brad participaram da festa. Os demais convidados podem ser conferidos no site do JAM Nerd Festival aqui.

A organização do festival determinou os dias de cada convidado e seu tempo de participação, e apesar do tempo limitado dos mesmos, aproveitamento acertado permitiu que todos os interessados pudessem acompanhar suas apresentações. Assistir palestras como a do Érico Borgo e Thiago Romariz ao lado do Anderson Gaveta sobre empreendedorismo digital foi inspirador, além de tantas outras intercaladas em seus devidos momentos.

Convidados como Justin Wong e K-Brad tiravam facilmente vibrações da galera ao destruírem alguns dos nossos jogadores de Street Fighter IV, Street Fighter V e Marvel vs Capcom 3.

Os dois dias de evento também tivemos desfile de cosplays de todos os tipos, e no último dia o esperado concurso.

JAM Game Cup

game jam nerd festival 2016

Partidas de MOBA e FPS e fighting games tiveram seus próprios auditórios com direito a grandes telões, muitos acentos, transmissão ao vivo via Twitch, talentosos jogadores e muita galera entusiasmada. Quem conseguiu apreciar algumas das mais incríveis partidas cravadas em ambos auditórios sabe exatamente o quanto foi épico.

O primeiro campeonato rankeado pela Capcom no Brasil foi bastante agitado, e os convidados de fora tiveram que lidar com Keoma, que apesar de não sair vitorioso do campeonato, deu seu melhor e proporcionou grandes partidas.

bring jam nerd festival 2016

Jogos indie nunca tiveram tanto destaque em Brasília como na mostra brasiliense de jogos indie do JAM Nerd Festival. Foram mais de 40 jogos indies de vários cantos do Brasil, todos muito bem organizados em um espaço arejado e preparado para receber tamanha galera do festival.

A todo instante tinham pessoas pelos estandes, era difícil encontrar algum vazio por muito tempo, tanto que testar alguns jogos parecia um desafio. A grande maioria dos jogos apresentados tinham seu valor, e transmitiam esforços dos envolvidos.

É um orgulho imenso presenciar tantas criações com potencial. Os desenvolvedores estão de parabéns, e espero que tenham conseguido feedback suficiente para continuar lapidando seu diamante bruto.

Enquanto todos curtiam o evento, alguns desenvolvedores estavam trabalhando duro desenvolvendo um jogo na game jam que estava rolando.

Exposições

exposicoes-jam-nerd-festival-2016

Fãs de Star Wars tiveram um lugarzinho bem legal com exposições, apresentações e cosplays. Actions figures raras estavam sendo expostas para colecionadores apreciarem. Espaço reservado para HQs, mangás e livros acessíveis para leitura e aquisição. Até esculturas incríveis do artista plástico Fernando Borges complementaram as diversas exposições presentes no evento.

Freeplay

freeplay-jam-nerd-festival-2016

Provavelmente todos que participaram do evento tiveram um cantinho apropriado, amantes de jogos de tabuleiro, cartas e RPG tiveram um espaço enorme repleto de mesas e cadeiras, e a galera que curte jogos em geral podia simplesmente ir ao freeplay para jogar livremente em várias plataformas. O espaço do CICB foi muito bem aproveitado com diversos meios de entretenimento cima e baixo, direita e esquerda.

A experiência de participar de um festival deste nível é memorável, principalmente quando algo que gostamos está em destaque. Conhecer pessoas (Flávio <3), perambular até doer as pernas, e apreciar toda a coisa é mágico.

Espero poder apreciar mais iniciativas como esta em Brasília mais vezes.

Um cara de vinte e poucos anos apaixonado pelas coisas pequenas da vida. É editor no Joguindie, seu maior xodó. Ascendente escritor, desenvolvedor e empreendedor. Sua vida é repleta de coisas para fazer, pouco tempo para si, muito trabalho duro e determinação. Gosta de jogar, ouvir músicas, ler quadrinhos, assistir filmes e animes, comer salgadinho, beber refrigerante de limão, ficar em casa, e tantas outras coisas simples, mas valiosas para sua vida.