Motivos que tornam Red Dead Redemption um dos melhores jogos do momento

Vencedor de muitos prêmios, Red Dead Redemption 2 é uma histórica épica sobre honra no velho oeste e é uma prequel da história vivida por John Marston.

No ano de 2018, a Rockstar Games lançou o game Red Dead Redemption II, inicialmente para PlayStation 4, como um prequel do primeiro Red Dead Redemption, posto no mercado em 2010 e ainda para a geração anterior de consoles – PlayStation 3 e Xbox 360.

Mesmo com a grande concorrência nas lojas virtuais e físicas, Red Dead Redemption 2 continua a ser um dos principais games da atualidade e acumula números altos. Até maio de 2020, o jogo já havia ultrapassado as 30 milhões de vendas em todo o mundo, colocando-se como um dos grandes nomes de sua geração.

Com fãs em todo o planeta, a franquia Red Dead Redemption – sobretudo o segundo jogo – conquista os adeptos por uma série de atributos que a diferenciam dos demais e torna o game tão famoso e popular; veja alguns deles.

Reprodução do espaço-tempo do Velho Oeste

A sequência de Red Dead Redemption é na verdade um prequel com a história se passando 12 anos antes dos acontecimentos do primeiro jogo. Na pele do personagem Arthur Morgan, o jogador embarca em uma viagem para o século XIX, já no fim do período conhecido como ‘Velho Oeste’ norte-americano, propiciada por uma ambientação fantástica feita pela Rockstar.

Em termos visuais, Red Dead Redemption 2 reproduz uma variedade incrível de cenários. Graças à um mapa gigantesco – o maior já feito pela Rockstar -, o personagem principal passa por uma série de paisagens, como campos desérticos, matas fechadas e montanhas com gelo. A fidelidade das imagens criam uma verdadeira experiência contemplativa para o jogador.

Red Dead Redemption

O jogo ainda foi bastante detalhista para a construção da fauna tradicional da época, investindo na criação de mais de 200 espécies de animais – cerca de 500% maior do que a primeira versão. São peixes, aves, mamíferos e insetos amplamente necessários para a reprodução de uma imagem fiel ao Velho Oeste dos EUA.

A recriação da época antiga também se dá na construção dos personagens da trama. O jeito de viver tradicional do século XIX naquela região dos EUA resulta em conflitos resolvidos ‘na bala’ e em métodos de relacionamento não muito parecidos com o jeito atual.

Red Dead Redemption

Os personagens da trama são sujeitos atuantes com os moldes de um ser real da época, carregando trejeitos, visões de mundo e costumes de um cidadão norte-americano do século XIX, mostrando uma construção muito fidedigna do estereótipo para a condução da história.

As possibilidades do mundo aberto

Diferentemente de outras gerações de jogos de videogame, Red Dead Redemption carrega as características de seus pares no quesito desvio de foco apenas nas missões principais para o aproveitamento geral do mundo aberto oferecido pelo game. Com uma pegada bem GTA – outro título famoso da Rockstar -, o personagem pode realizar outra série de trajetórias não relacionadas apenas ao plot central.

Uma dessas atrações “diferentonas” da obra da Rockstar Games é a jogatina paralela de poker, já que o jogador pode praticar o esporte em mesas espalhadas pelo mapa – que não são nada difíceis de se encontrar. À primeira vista pode parecer apenas uma feature posta aleatoriamente no jogo, mas passa longe disso, contribuindo fortemente para a ambientação proposta pela produtora.

O poker começou a se espalhar nos Estados Unidos no século XIX, quando já era jogado por pequenos grupos. Sua popularidade se tornou tão grande que hoje em dia é possível até jogar sem dinheiro em plataformas online. Então, não é estranho que que Red Dead traga como uma parte secundária a possibilidade de jogar uma partida de poker com outros personagens.

Red Dead Redemption

As possibilidades de ações em Red Dead Redemption são tão amplas que o jogador pode trabalhar até no desenvolvimento físico do personagem principal. É possível engordar, emagrecer ou ganhar massa muscular. Logo, sem dúvidas, o tédio não é uma questão presente no jogo.

A inteligência de Red Dead Redemption 2

A complexidade do game provoca uma série de interpretações e cria experiências bastante diferentes entre si para os usuários. Um jogador pode fazer uma verdadeira viagem intimista para o passado, enquanto outro pode curtir um Grand Theft Auto no Velho Oeste, por exemplo.

Red Dead Redemption

Toda a construção da narrativa é feita de um modo intrigante e profundo, visto que as ações geram consequências diretas e indiretas na trajetória do personagem. Aquela violência característica do Velho Oeste também se mistura com laços fortes de companheirismo, amizade e defesa da honra, responsáveis por facilitar ou por dificultar a trajetória ao longo de Red Dead Redemption.

Assim, ao lado de outras franquias lançadas recentemente, como The Last of Us e Cyberpunk 2077, Red Dead Redemption mostra todo o potencial das produtoras de games para os próximos anos. Os games podem ir muito além da jogatina e se transformarem em verdadeiros contadores de histórias com visuais superiores ao cinema e mais: a possibilidade de interação, que torna a experiência com a narrativa imersiva e poderosa como qualquer filme jamais fez.

Flávio Ricardo
Software developer, 29 anos, já trabalhou como social media, atualmente faz de tudo um pouco no Conversa de Sofá e escreve sobre eSports no Arkade!