Os 10 melhores jogos de mundo aberto do PS4

O gênero de mundo aberto vem substituindo o gênero de zumbi como o preferido dos jogadores e também das desenvolvedoras de jogos, por isso nós separamos alguns dos melhores jogos de mundo aberto do PS4.

O PlayStation 4 é com certeza a plataforma dos exclusivos preferida dos jogadores, e claro, deixando as brigas de lado, a Sony investe pesado nesse segmento pois sabe que seus fãs dão valor a jogos desenvolvidos especialmente para sua plataforma, pois estes carregam o selo de qualidade da mesma além de fazer melhor uso de todo potencial do console.

Dentre estes, um gênero que faz bastante sucesso, é o de jogos de mundo aberto (mesmo aqueles considerados apenas sandbox), pois dão liberdade ao jogador, que pode focar nas missões de história caso esse queira como pode explorar o vasto mundo do jogo a seu bel prazer, fazendo missões secundárias, descobrindo easter eggs, admirando o cenário, criando seus próprios modos de jogo ou jogando os disponíveis, enfim, as possibilidades são várias, e por isso, separamos alguns dos melhores jogos de mundo aberto de PS4 para vocês.

A lista apesar de focar nos exclusivos, traz alguns títulos cross-plataforma e também não representa alguma ordem ou rank, ou seja, a decisão do melhor ou do pior, fica com você, e se você achar que faltou algum jogo, fique à vontade para dizer qual é, sem mais delongas, vamos a lista.

Horizon: Zero Dawn

Misturando elementos de RPG com um vasto mundo aberto, Horizon: Zero Dawn é com certeza um dos maiores títulos do PlayStation 4 e quem sabe um dos maiores jogos do gênero se comparado também aos concorrentes de outras plataformas.

O jogo se passa mil anos após um mundo pós-apocalíptico onde criaturas mecanizadas colossais dominaram o planeta, e agora a humanidade sobrevive meio às altas florestas, cadeias de montanhas imponentes e ruínas.

O título de ação e RPG nos coloca no controle de Aloy, uma caçadora habilidosa que utiliza sua velocidade, esperteza e agilidade para permanecer viva, usando o sistema de combate de jogo a seu favor, que por sua vez se divide em stealth, combate direto com poder de fogo, e criação de armadilhas.

Horizon: Zero Dawn foi listado por diversos veículos e premiações como jogo do ano.

Este que foi o primeiro grande lançamento do PlayStation 4, inFAMOUS: Second Son saiu junto com o console e logo de cara mostrou todo o poder de processamento da nova geração, com gráficos belíssimos e um enorme número de partículas e efeitos luminosos.

O jogo da Sucker Punch Productions nos coloca na pele de Delsin Rowe, um jovem de 24 anos com habilidades especiais que deve enfrentar uma força militar anti-condutor (condutor é aquele com habilidade especial), na cidade de Seattle.

inFAMOUS: Second Son é o terceiro da série e alcançou uma média de 80% nas críticas especializadas, uma sequência é aguardada pelas fãs da franquia até hoje.

A remasterização de um dos melhores jogos do PS2 para a nova geração traz um inesquecível mundo paradisíaco repleto de criaturas gigantes que ali habitam e estão conectadas com essa terra, cabendo a nós derrotá-las para libertar um poder capaz de ressuscitar a pessoa amada.

Munidos de uma espada, capaz de localizar os Colossi quando apontada para a luz, um arco e sua égua Agro, que lhe permite percorrer longas distâncias e explorar de maneira livre o vasto cenário do jogo, indo de um gigante para o outro.

No PS4 você pode rodar o jogo em resolução 1080p30 ou em 60fps, existem ainda diversas opções de filtro e um modo fotografia que lhe permitem capturar imagens incríveis da sua jornada durante o jogo. A história se manteve inalterada nesse remake, mas existem diversos segredos e itens extras para serem descobertos e explorados.

“Mais um jogo estilo Souls”. É isso o que muita gente vai falar sobre o jogo da Team Ninja, mas a verdade é que o RPG de ação tem uma identidade própria e muito forte, levando o jogador para o início de 1.600 durante uma versão fictícia do período Sengoku (metade do século XV e o final do século XVI), quando o Japão estava no meio de uma guerra civil anterior à ascensão do xogunato Tokugawa.

No jogo controlamos o espadachim William, que foi um grande guerreiro no passado e possui grande experiência e conhecimento com a espada, além de ser um dos poucos a conseguir sobreviver nessa terra de samurais invadida por demônios. Esses demônios são chamados de Yokai e habitam vários locais perigosos, além de espreitar nas sombras para atacar suas vítimas desprevenidas.

As mecânicas do jogo envolvem esquiva, ataque normal, ataque forte, uso de magia e um aliado, que pode variar e possui elementos e propriedades diferentes. Durante os combates você deve estar o inimigo num primeiro momento, entendendo o seu padrão de ataque e sabendo o melhor momento de ir para cima, caso contrário você pode ser morto com apenas um golpe.

Com gameplay que mistura jogos de diversos gêneros e uma história profunda envolvendo humanos e robôs, NieR: Automata inova o gênero hack’n slash. O jogo é um RPG de ação desenvolvido pela Platinum Games e sequência de NieR, sendo um spin-off da série Drakengard. A história se passa milhares de anos no futuro em meio a uma guerra por procuração entre máquinas criadas por invasores alienígenas e androides.

Por baixo das lutas de espadas e robôs assassinos, Automata desenrola temas mais profundos quando não na história, na relação entre personagens. Sendo um tipo de J-RPG, o jogo tem missões secundárias bobas como resgatar a irmã caçula de um robô, isso mesmo, pode ler em voz alta pra ver que é tão ridículo como a fita rosa que a elas usam na cabeça robótica. Mas é exatamente esse tipo de encontros leves que elevam o carisma do jogo.

Para saber mais sobre NieR: Automata, leia nossa análise do jogo.

Tokyo 1988. Enriquecer é fácil, as mulheres são espetaculares e todos querem participar na ação. É hora de entrar para a Yakuza.

Lançado originalmente em 2015 no PS3, Yakuza 0 é um e aventura em terceira pessoa que se passa num mundo aberto de uma versão fictícia da cidade de Osaka, no Japão. No jogo, assim como em , controlamos mais de um protagonista, estamos no papel de Kazuma Kiryu e Goro Majima, ambos os personagens possuem habilidades e árvores de habilidades parecidas, assim como poucas opções de customização, já que seu desenvolvimento no jogo em termos de história é linear.

A versão de PS4 foi lançada em 4 de janeiro deste ano com gráficos atualizados para a nova geração além de melhorias de gameplay e som, o jogo foi bem recebido com várias notas 9 de 10, e ficando com uma média de 8 de 10 nas críticas dos veículos especializados em jogos.

Geralt de Rivia é um caçador de monstros também conhecido como “bruxo”, um guerreiro que além de ser um exímio lutador domina técnicas avançadas de magia e enfrenta das mais diferentes e perigosas criaturas pela quantia certa de dinheiro.

Em The Witcher 3, ele segue o mesmo caminho, fazendo serviços aqui e ali, Geralt explora um vasto mundo aberto cheio de criaturas das mais variadas formas e espécies, algumas mais amigáveis, outras nem tanto, ele pode escolher enfrentá-las ou apenas fugir, para admirar as paisagens do jogo que é considerado um dos mais bonitos da nova geração de consoles.

O jogo é um RPG dos mais completos, com árvore de talentos, sistema de caça, evolução através de pontos de experiência, quests primárias e secundárias, sistema de party com NPCs, golpes combinados, uma grande variedades de armas e habilidades, além das diferentes possibilidades de como avançar no jogo, ocasionando em diferentes finais.

Além de ser extremamente bem avaliado pelas críticas em seu lançamento, o jogo recebeu diversos prêmios, como o de jogo do ano e o de um dos melhores jogos de todos os tempos, além disso, suas expansões são consideradas dignas de um jogo completo pela qualidade das mesmas.

Talvez o melhor jogo da série Arkham porém o que teve o lançamento mais conturbado devido a problemas de performance no PC, felizmente nos consoles Batman: Arkham Knight foi um grande sucesso e fechou (até o momento) a série de quatro jogos da Rocksteady Studios com chave de ouro. O jogo de ação em terceira pessoa nos coloca na pele no bilionário Bruce Wayne, o Batman, que após enfrentar e derrotar diversos de seus icônicos vilões, incluindo o Coringa, se vê ameaçado agora pelo Espantalho e por uma misteriosa personalidade que se intitula Arkham Knight.

Seguindo a linha das demais histórias envolvendo o universo de Batman e jogos da série, Batman: Arkham Knight se passa na cidade de Gotham e nesta versão, mistura mecânicas de combate implementadas já em Arkham Asylum com novos mecanismos como controle do Batmóvel, novos itens e armas, além de um novo modo detetive que recria as cenas dos crimes que o personagem deve desvendar para prosseguir com a história. A história é um dos pontos fortes do jogo, mesmo para os conhecedores do universo da DC, alguns bons plot twists vão te surpreender, além de te envolver e fazer questionar seu rumo.

Para saber mais sobre Batman: Arkham Knight, não deixe de conferir nossa análise do jogo.

O polêmico último trabalho de Hideo Kojima ainda atuando pela Konami, é um jogo de ação furtiva em mundo aberto com elementos de RPG lançado em 2015, e é o oitavo título da série Metal Gear. Existe ainda uma versão que antecede o jogo chamada de Ground Zeroes, essa distribuída junto da versão definitiva do mesmo, mas sua história é anterior aos eventos ocorridos no jogo Metal Gear original.

Além de um visual incrível graças a FOX Engine, o jogo conta com uma jogabilidade incrível e mecânicas extremamente detalhistas, além de sistemas ligados que permitem ao jogador sentir-se livre para agir como bem entender na hora de abordar e concluir seus objetivos no jogo. Por outro lado, a história do jogo em determinados momentos parece controversa e foi alvo de críticas em algumas análises, a maior reclamação foi a falta de foco devido ao modelo de mundo aberto e missões paralelas do jogo.

Apesar das controvérsias, Metal Gear Solid V é mais um excelente trabalho de Kojima e alcançou média de 9 de 10 nas principais críticas do meio e vendeu mais de 3 milhões de cópias em seu lançamento, além de uma versão definitiva, o jogo possui um modo online e recentemente ganhou um spin-off chamado Metal Gear Survive, este último sem a participação de Kojima.

GTA V

A Rockstar sempre foi especialista em jogos de mundo aberto, GTA, Red Dead Redemption, Bully e L.A. Noire, são alguns exemplos de como a empresa se especializou num segmento que faz sucesso entre os fãs de videogames.

GTA V é considerado por muitos o ápice (até o momento), de toda essa experiência em jogos de mundo aberto, o jogo não apenas traz gráficos belíssimos dignos da nova geração como também um mundo com vida própria jamais visto em jogos do gênero, capaz e encantar mesmo aqueles que nunca se interessaram por um jogo da franquia, como aconteceu comigo.

O jogo se passa na cidade fictícia de Los Santos, uma representação da cidade de Los Angeles, e permite que o jogador explore as mais diferentes localizações, passando por áreas montanhosas, fazendas, mansões, prédios e avenidas largas, assim como locais residenciais com casinhas aninhadas ou desertos. Além disso, GTA V possui um ecossistema único e totalmente vivo, onde cada NPC do jogo está realmente fazendo algo, seja apenas cumprindo suas atividades diárias, seja cometendo algum crime ou ajudando a polícia a capturar um bandido, praticando yoga ao ar livre, jogando vôlei na praia, disputando um racha na rua, as opções são tantas, que fica difícil determinar qual o limite do jogo.

Além do modo história que lhe permite controlar três personagens diferentes, cujas histórias se intercalam e estão totalmente ligadas, GTA V possui um modo online muito divertido com diversos modos disponíveis e milhares de jogadores ativos, para saber mais sobre o jogo, leia nossa análise.

É claro, muitos outros jogos poderiam entrar nessa lista, mas nós priorizamos os exclusivos do PS4 para valorizar a plataforma, e claro, existem alguns títulos de nicho pouco conhecidos que poderiam ser citados, e vários outros que merecem a nossa atenção. Se você acha que tem algum jogo que vale a pena ser citado, não deixe de comentar!

Software developer, 28 anos, já trabalhou como social media, atualmente faz de tudo um pouco no Conversa de Sofá e escreve sobre eSports no Arkade!