Scars Above (Xbox)

Scars Above é um jogo de ação em terceira pessoa que aposta no enredo sci-fi e na dficudlade dos combates para atrair os jogadores

Título Scars Above

Toda boa história de ficção científica começa com um bom mistério. Em Scars Above os humanos viviam sua vida (não muito) pacata quando um enorme objeto sobrevoando a terra. A premissa é bem parecida com a do filme “A Chegada” de Denis Villeuneve, que por sua vez é baseado no livro “História da sua vida” de Ted Chiang. Mas agora a estrutura imponente não chega a pousar em nosso , então enviamos uma equipe de brilhantes mentes pra averiguar do que se trata.

Nave da equipe Scar
Nave da equipe Scar

No jogo controlamos a Doutora Kate Ward, cientista e integrante da S.C.A.R (Sentient Contact Assessment and Response). Ainda na nave conhecemos toda a nossa equipe de forma breve enquanto nos aproximamos do Metaedro (como é conhecido o misterioso monolito), A tranquilidade acaba quando nosso veículo espacial começa a ser atraído em direção ao objeto até que acordamos em um planeta totalmente desconhecido.

Após essa introdução o jogo começa em si. Scars Aboce é um jogo de ação/tiro em com pequenos elementos de e um mapa no estilo Metroidvania. Kate não tem a mínima ideia do que aconteceu e sai em busca dos colegas e da nave. Logo no inicio achamos nossa arma principal e vamos descobrindo como utilizar elementos abundantes no planeta para criar munições do tipo elétrica, incinerante ou congelante. Fazendo com que a busca por esses recursos seja parte importante do jogo.

O jogo dura em torno de 8 a 12 horas de duração dependendo da exploração e principalmente da habilidade do jogador em batalhas no famigerado estilo “Souls Like”. Os inimigos principais são muito grandes e fortes, mas podem ser derrotados quando se entende os seus padrçoes de ataque e seus pontos fracos, que quase sempre são ainda mais sensíveis aos elementos da nossa arma. Para quem não é adepto do estilo ou não gosta de grandes dificuldade, existe uma boa e uma má notícia: O jogo tem um modo de dificuldade “fácil”, mas ainda exige bastante perícia do jogador complicando bastante para iniciantes e jogadores mais casual.

Planeta misterioso

Outra característica do estilo que foi adotado são os “checkpoints”. Você só pode salvar o jogo quando encontra grandes pilares, mas todos os inimigos derrotados voltam a vida. Embora esse conceito seja utilizado com frequência nos atuais games, confesso que a posição de alguns deles me irritou profundamente, seja por me obrigar ver as mesmas cutscenes várias vezes ou por estar muito longe do momento de grande dificuldade. Assim, se morresse, teria um longo caminho para percorrer novamente, sem nenhuma novidade pelo mapa.

História bacana e visual nem tanto.

A premissa realmente é instigante, certos acontecimentos durante o jogo reaquece o mistério e consegue prender o jogador para tentar entender o que se passou e está se passando. Embora as motivações do vilão seja pouco explorada. Já graficamente Scars Above deixa um pouco a desejar. Não que seja um game feio, pelo contrário. O mundo e os inimigos são muito bem desenhados. Mas a resolução das texturas são muito baixas (pelo menos no ) e algumas vezes com poucos polígonos parecendo um jogo não da geração passada como de duas atrás. A iluminação também é bastante falha e imprecisa, mesmo se tratando de ficção científica e outro planeta, várias vezes ela não convence e parece demais que é artificial e até aleatória.

A movimentação pelo cenário e também nas batalhas não é inovadora mas é bem responsiva e satisfatória, nas diversas vezes que morri eu conseguia entender o que fiz de errado e como poderia ter feito diferente. Nunca passou a sensação de que o jogo estava respondendo de forma errada.

Por fim, Scars Above é um bom jogo, instigante mas que parece datado. Talvez se tivesse sido lançado a 10 ou mais anos atrás chamaria muito mais a atenção. E é fácil entender que é muito difícil para um estúdio pequeno desenvolver um jogo tão ambicioso sem os recursos dos de grandes empresas. Recomendo para os fãs de uma boa história e principalmente para quem gosta de uma boa dificuldade em batalhas.

A versão analisada é a do Series S com uma cópia fornecida pela Prime Matter e Plaion, mas o jogo também está disponível para PlayStation 5, , Xbox One, Xbox Series X e .