Análise Moving Out (PlayStation 4)

Moving Out segue a recente tendência de party games que transformam trabalhos corriqueiros em diversão para jogo solo em grupo.

Moving Out Title

Logo no início de somos recrutados pela empresa Smooth Moves Inc. (algo como Mudança Suave Ltda) e passamos por um treinamento muito divertido, que serve como tutorial do jogo, que se passa na década de 1.980. As mecânicas são simples: basicamente podemos pegar os objetos e jogá-los. Em relação aos personagens, podemos andar, correr e pular. Podemos jogar sozinho com um único personagem; sozinho com dois personagens ao mesmo tempo (um cérebro extra é necessário) ou com até quatro amigos em co-op local. Infelizmente, até o momento não há um modo cooperativo online.

moving out turtle
Santa tartaruga!

Após o término do tutorial, somos designados pelo Chefe para nosso primeiro trabalho, no qual devemos colocar todos os itens designados no caminhão de mudança. Como em outros jogos do gênero ( e Tools Up!, por exemplo), as fases possuem um placar que mede nosso desempenho de acordo com o tempo levado para terminar o cenário. Quanto mais rápido terminarmos a missão, colocando todos os itens no caminhão de mudança, maior é a nossa pontuação (outro, prata ou bronze) e desbloqueados novos personagens. Ganhamos ainda pontos extras por completar objetivos ocultos, geralmente ao incluir algum objeto do cenário na mudança, quebrar/não quebrar vidraças ou executar um movimento específico.

Moving Out Mapa
Não falta serviço em Moving Out!

A maior parte dos objetos pode ser movido facilmente, mas existem aqueles que são mais trabalhosos, como sofás, geladeiras, ovelhas e vacas (!). Ao jogar no modo cooperativo com os amigos, os objetos maiores ganham a indicação de que só podem ser levantados por suas pessoas (o acréscimo de peso é removida ao jogarmos sozinhos).

O gameplay é muito bem construído e funcional, ainda que os personagens se movam de forma desengonçada (o que acentua a atmosfera de leveza do jogo). Não há dificuldades para pegar objetos e soltá-los, de modo que não existem falhas aparentes na construção das mecânicas. As dificuldades existentes na movimentação são todas inseridas dentro do gameplay para o propósito de desafio/diversão, como cabos de energia dos eletrodomésticos (que ficam presos nas paredes), a movimentação de galinhas e outros animais, além de obstáculos como piscinas, manchas de óleo, neve ou mesmo o trânsito de no local. Ninguém disse que o trabalho seria fácil.

Moving Out coop
Moving Out é muito mais divertido com amigos!

Conforme avançamos, podemos desbloquear o Fliperama, onde podemos testar nossa habilidade em desafios variados, expandindo o conteúdo do jogo e acrescentando um ótimo fator de replay.

Tecnicamente, Moving Out é um primor. Possui belos gráficos cartunescos, com destaque aos personagens extremamente carismáticos que podemos controlar. Os cenários são coloridos e amistosos e embora detalhados, não atrapalham na visualização dos objetos a serem colocados no caminhão. Um detalhe bacana é que podemos interagir com quase todos os objetos das casas, então mesas, cadeiras e quadros, podem acabar sendo obstáculos no calor da mudança, uma mecânica bem implementada que ajuda manter a dificuldade dos desafios do jogo, ao mesmo tempo que é um fator que ressalta o bom humor durante o jogo.

Moving out load screen
Acidentes acontecem…

E falando em bom humor, essa é a cereja do bolo de Moving Out. O jogo é de uma espirituosidade incrível com pequenas piadas inseridas em cada diálogo entre os personagens e também nos próprios objetos espalhados pelo cenário, com referência à cultura pop da época, como personagens dos , consoles de videogame antigos e TVs de tubo. Tudo embalado em cores levemente saturadas e com uma animada, composta por power songs, típicas da época. Talvez a trilha repita-se demais e essa pode ser a única ressalva possível de ser feita em relação a Moving Out que, no geral, beira a perfeição em sua proposta.

Moving Out Farm
Boa sorte na captura das galinhas!

Moving Out é uma excelente adição ao universo de jogos casuais e entrega com maestria sua proposta de ser um passatempo desafiador e divertido não apenas no gameplay, mas na própria atmosfera do jogo, além de poder ser jogado por qualquer pessoa, mesmo aquelas que não tem experiência em videogames (inclusive contando com modos de acessibilidade para pessoas com necessidades especiais).

Moving Out foi desenvolvido pelos estúdios e , e publicado pela Team17 Digitale está disponível para PlayStation 4, , e Master Race. A análise foi feita com uma cópia de PlayStation 4 gentilmente cedida pelos desenvolvedores.


Nós do Conversa de Sofá acreditamos que o videogames são uma mídia poderosa e revolucionária e que somos muito privilegiados em poder ter acesso a essas obras desenvolvidas por pessoas talentosas do mundo todo. Por isso, nesta época em que somos ameaçados pelo Covid-19, fique em casa e aproveite a oportunidade para jogar muito videogame. Ficando em casa você não só pode apreciar os melhores jogos como também pode contribuir para que possamos voltar à nossa rotina o mais rápido possível, além de salvar vidas.

Tiago Matias Escobar
Metaleiro não uniformizado. Cerveja, pizza, games e viagens ocasionais.